Ao redor do mundo, há dezenas de destinos que inspiraram autores a produzir grandes clássicos da literatura. Quem nunca viajou para um lugar tão lindo que se sentiu completamente tocado? Para alguns, a admiração é tanta que as belezas do roteiro precisam ser compartilhadas mundo afora. 

Converter em arte tamanho encanto acaba sendo um convite para que outras pessoas também consigam, mesmo que de longe, apreciar os detalhes mais especiais de um destino e, quem sabe, se apaixonar por ele como o próprio artista que o reproduziu.

Os livros são a prova disso, capazes de nos transportar para outro universo a cada nova página. Tantos lugares foram imortalizados na escrita de diversos autores que, neste Dia Nacional do Livro, comemorado em 29 de outubro, não poderíamos deixar de fazer essa conexão entre viagem e literatura. Afinal, ler é garantia de uma viagem repleta de bagagens surpreendentes!

Que tal conferir a nossa seleção de destinos que inspiraram autores ao redor do mundo? Continue lendo e confira mais detalhes!

Bahia
Jorge Amado

Pelourinho, na Bahia.
Em seus livros, Jorge Amado aproxima o leitor das riquezas culturais baianas e de seus cenários únicos

Um destino tão, mas tão lindo, que não é difícil encontrá-lo nos versos de inúmeras canções. Na literatura ele também marca forte presença. Basta falar de Jorge Amado, por exemplo, para associar muitas das suas narrativas à Bahia de todos os santos. Por isso ela não poderia faltar na nossa lista de destinos que inspiraram autores

Nascido em Itabuna, interior do estado, o escritor passou a maior parte da sua vida na capital Salvador. Dali tirou grandes inspirações para escrever, levando não só os cenários para dentro das histórias como também muito da identidade cultural do destino, que muito marca seu estilo literário.

Obras como “Capitães da Areia”, “A Morte e a Morte de Quincas Berro D’água”, “Suor”, “Bahia de Todos os Santos” e outros muitos romances desenvolvidos pelo autor retratam o cotidiano da vida em Salvador, permitindo que o leitor mergulhe em paisagens emblemáticas como o Pelourinho, as praias paradisíacas e outros inúmeros cartões-postais históricos da cidade.

Rio de Janeiro
Clarice Lispector

Vista aérea do Rio de Janeiro.
O Rio de Janeiro está presente em muitas das obras de Clarice como cenário protagonista

O Rio de Janeiro continua lindo, do Leme ao Pontal. A gente sabe que dá pra fazer um álbum inteiro só de músicas inspiradas na cidade maravilhosa, mas quando o assunto é literatura, as obras também não desapontam. E Clarice Lispector é uma das autoras que fez do Rio palco para grandes histórias, assim como Vinicius de Moraes, Nelson Motta e tantos outros nomes consagrados da literatura. Na nossa lista de destinos que inspiraram autores, a cidade tem destaque.  

Nascida na Ucrânia, Clarice chegou ao Brasil ainda criança e se tornou uma das maiores romancistas do século 20. Sua visão apaixonada pelo Rio de Janeiro reflete-se em romances como “A Hora da Estrela”, que narra a perspectiva de uma jovem personagem alagoana recém-chegada à cidade carioca, e “Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres”.

Clarice era tão a cara do Rio de Janeiro que em 2018 a professora Teresa Montero publicou o “O Rio de Clarice, Passeio Afetivo pela Cidade”. No livro, que é um verdadeiro presente aos fãs, o leitor é guiado aos lugares favoritos de Clarice no Rio de Janeiro e a pontos por onde a autora andou, se inspirou e tanto viveu durante quase três décadas.

Minas Gerais
Guimarães Rosa

Paisagens do cerrado no sertão de Minas Gerais.
“Grande Sertão: Veredas”, de Guimarães Rosa, retrata as raízes sertanejas e as paisagens do sertão mineiro

Uma das obras literárias mais emblemáticas do modernismo é, sem dúvidas, “Grande Sertão: Veredas”, escrita pelo mineiro Guimarães Rosa. As paisagens retratadas no livro são do norte de Minas Gerais, cenário marcado por veredas, chapadas, rios e serras que podem ser percorridos nos parques nacionais do interior do estado e merecem ser parte da nossa seleção de destinos que inspiraram autores.

Um deles é o Parque Nacional Grande Sertão Veredas, que recebeu esse título em homenagem à aclamada obra. Além de recriar as paisagens literariamente, o autor, inspirado por uma viagem ao sertão mineiro para se aprofundar nas raízes dessa cultura, deu voz aos seus personagens com uma linguagem regionalista, aproximando ainda mais o leitor à essência do destino e eternizando em seus versos as heranças sertanejas.

Colômbia
Gabriel García Marquez

Paisagens de Cartagena, na Colômbia.
Os encantos de Cartagena, na bela Colômbia, foram inspiração para os livros de Gabriel García Marquez

O colombiano Gabriel García Marquez, ganhador do prêmio Nobel da Literatura em 1982, sempre nutriu um carinho especial por Cartagena das Índias, cidade em que o sol brilha praticamente o ano inteiro e que facilmente, graças às suas belezas singulares, é capaz de conquistar qualquer um à primeira vista, o que também garantiu sua posição no nosso artigo de destinos que inspiraram autores

O mar do Caribe, as ruelas de paralalelepípedo, as casinhas coloridas enfeitadas com flores, sua arquitetura colonial… Se apaixonar pelo destino é mesmo inevitável, e tudo indica que o romance “O Amor nos Tempos da Cólera”, publicado pelo autor em 1985, teve como protagonista esses belíssimos cenários.

Outros destinos colombianos também estão presentes nas obras do autor. É o caso de Santa Cruz de Mompox, imortalizada no livro “O General em seu Labirinto”, e Arataca, cidade em que nasceu o escritor e que o inspirou a produzir “Cem Anos de Solidão”, uma das suas obras mais famosas.

Confira também 14 dicas de livros-reportagem para inspirar suas próximas viagens!

Chile
Pablo Neruda

Imagem de Valparaíso, no Chile.
Valparaíso, no Chile, foi uma das cidades em que Pablo Neruda viveu e se inspirou para criação das obras

Além de ser apaixonado por poesia, Pablo Neruda também amava arquitetura. No Chile, as três casas que antigamente serviram de residência ao escritor hoje se mantêm abertas para visitação como museus, com decoração praticamente intacta e coleções do escritor em exibição. 

Essa curiosidade faz conexão com o fato do escritor ser fascinado pelas tradições e paisagens do Chile, seu país de origem e nossa quinta escolha entre os destinos que inspiraram autores. Suas antigas residências e as páginas dos seus livros têm, entre si, algo bastante em comum: em todos está evidente tamanho encanto do escritor pelo destino. 

Os lugares onde viveu estão descritos nas suas obras em detalhes. Coisas do cotidiano, como o mar, as pessoas, as ruas, as flores… Santiago, Valparaíso e Isla Negra, cidades onde estão situadas suas três casas, não só serviram de inspiração para a maior parte de suas composições literárias como se tornaram rota turística dos fãs do ganhador do Nobel.

Nigéria
Chimamanda Ngozi Adichie

Imagem de Lagos, na Nigéria.
Chimamanda Ngozi Adichie põe Lagos, na Nigéria, como principal pano de fundo das suas histórias

Uma das mais influentes e jovens autoras de sucesso do século 21, Chimamanda Ngozi Adichie atrai leitores de diversas partes do mundo com suas obras voltadas a temáticas feministas e de cunho político e social. As narrativas da autora costumam, ainda, trazer à tona outras abordagens tão interessantes quanto, como a identidade cultural da África sob perspectivas que rompem estereótipos.

Nascida em Lagos, na Nigéria, Chimamanda apresenta em romances como “Hibisco Roxo”, “Meio Sol Amarelo” e “Americanah” traços da cultura nigeriana e a sua cidade de origem como pano de fundo das histórias, o que acaba estreitando o contato do leitor com as raízes da autora e pondo a Nigéria como verdadeira protagonista dos seus contos, o que jamais a deixaria de fora da nossa lista de destinos que inspiraram autores

Não à toa Chimamanda se tornou uma das vozes mais potentes da literatura africana – senão do mundo inteiro.

Jamaica
Ian Fleming

Praias em Oracabessa, na Jamaica.
O espião mais famoso do mundo foi criado entre as paisagens marítimas da Jamaica por Ian Fleming

O ritmo único de Oracabessa, cidade litorânea no norte da Jamaica, conquistou o escritor nascido no Reino Unido, dando margem para criação das aventuras de Bond, James Bond! As praias paradisíacas e a natureza nativa inspiraram Ian Fleming a escrever 14 livros, que mais tarde tornariam-se best sellers e seriam adaptados para filmes de sucesso mundial.

Uma curiosidade superinteressante é que a propriedade onde o autor morava e desenvolvia suas histórias hoje faz parte de um complexo hoteleiro chamado GoldenEye, título de uma das histórias vividas pelo agente secreto. Várias cenas icônicas dos filmes também foram gravadas na Jamaica, em lugares como Ocho Rios e na própria Oracabessa, o que vale a inserção do país na nossa seleção de destinos que inspiraram autores.

Escócia
J.K. Rowling

Castelo de Edimburgo, na Escócia.
O Castelo de Edimburgo, na Escócia, assim como diversas paisagens do país, inspiraram Harry Potter

Embora fictícios, os cenários do bruxinho Harry Potter também foram inspirados por algum lugar. A britânica J.K. Rowling escolheu nada mais, nada menos do que as paisagens da Escócia para, junto da sua imaginação, criar uma das séries mais apaixonantes de todos os tempos, valendo a presença do país na nossa seleção de destinos que inspiraram autores.

A saga nasceu em Edimburgo, capital do país, dona também de diversos cartões-postais medievais responsáveis por inspirar milhares de histórias pelo mundo. J.K. mudou-se para a cidade e passou a frequentar o mesmo café diariamente, onde desenrolava à mão as aventuras do primeiro livro que, anos mais tarde, tornaria-se um fenômeno.

Hoje, além do parque da Universal, em Orlando, ou dos estúdios em Londres em que gravaram os filmes, os fãs podem fazer um roteiro em Edimburgo para conhecer lugares que inspiraram a escritora. Vale visitar a Victoria Street, que inspirou o Beco Diagonal, a George Heriot’s School e o Castelo de Edimburgo, que inspiraram Hogwarts, e a Glenfinnan Viaduct, por onde passa o Hogwarts Express nos filmes. É muita magia para um lugar só!

Descubra aqui 10 livros sobre viagens para quem ama desvendar o mundo!

Inglaterra
Agatha Christie

Tower Bridge, na Inglaterra.
Inspiração para vários artistas, a Inglaterra também influenciou as paisagens literárias de Agatha Christie

Sem dúvidas, a belíssima Inglaterra também foi palco de inspiração para diversos autores. No próprio Harry Potter, por exemplo, há diversas cenas em lugares como a estação de trem King’s Cross e a Tower Bridge, que aparece no quinto filme da saga.

O astuto detetive Sherlock Holmes, de Arthur Conan Doyle, também tem boa parte das suas aventuras vivenciadas no destino. Assim como em obras de Shakespeare, George Orwell e até Dan Brown. Não por menos, o país também faz parte da nossa seleção de destinos que inspiraram autores.

E Agatha Christie, claro, não poderia passar batido nessa lista. Famosa por suas histórias de crime e suspense, Agatha é a romancista mais vendida do mundo e a atmosfera de Londres, onde viveu boa parte da vida, influenciou muitos dos seus mistérios literários. Obras como “Testemunha Ocular do Crime” retratam lugares icônicos como a estação Paddington ou a região de Torquay, também conhecida como Riviera Inglesa e cidade natal da autora.


Que tal conhecer de pertinho alguns dos destinos que inspiraram grandes autores pelo mundo? Então aproveite para reservar com o Zarpo a hospedagem que mais combina com a sua viagem por ótimos descontos.

Bruna Rio Branco

Amante das artes, adora viajar para lugares que inspirem criações artísticas e que tenham a cultura vibrante. Destinos de natureza também estão na sua listinha de favoritos.

Escreva um comentário