Pano de fundo de inúmeros filmes e seriados, Nova York é o destino ideal para quem ama cinema. Não é raro andar pela cidade e se deparar com filmagens acontecendo. Ou então reconhecer o cenário de um filme. Suas ruas, restaurantes e pontos turísticos são inspirações, tanto que a cidade lidera o ranking de destinos que mais aparecem em filmes ganhadores do Oscar. De Audrey Hepburn a Macaulay Culkin, as opções encantam todas as idades.

Para tornar sua viagem digna de um prêmio da Academia, o Magazine preparou um roteiro com 10 pontos turísticos de cinema em Nova York, inspirados em 10 filmes aclamados pela crítica e pelo público. Luz, câmera, malas e ação! Confira a seguir nossos indicados e, caso decida zarpar rumo à Big Apple, reserve seu hotel com desconto no Zarpo.

“Birdman” e a Broadway

Broadway
O filme “Birdman” foi gravado no St. James Theatre, casa de musicais premiados | travelmag.com / Flickr CC-BY

“Birdman” (ou “A Inesperada Virtude da Ignorância”, em português) é um filme lançado em 2015, dirigido por Alejandro González Iñárritu. Aclamado pela crítica, o longa conquistou quatro estatuetas do Oscar em 2015, incluindo a de Melhor Filme. A história, que tem no papel de protagonista o ator Michael Keaton, fala sobre um ex-ator de cinema famoso por interpretar o super-herói que dá título ao filme. Após recusar outro longa do super-herói, o ator busca recuperar a fama com uma peça na Broadway.

O filme, gravado em menos de um mês, tem grande parte das cenas dentro do St. James Theatre, na Broadway. A avenida é um dos mais clássicos pontos turísticos de cinema de Nova York, graças a sua rica quantidade de teatros. É lá que estão em cartaz grandes produções musicais como “O Fantasma da Ópera” e “O Rei Leão”, além do famoso museu de cera Madame Tussauds. Não deixe de andar pelas ruas, assistir seu musical favorito e protagonizar seu próprio filme no St. James Theatre, aberto à visitação.

O teatro fica no número 246 W, da 44th Street. A estação de metrô recomendada é a Times Square Station, com saída para a W 42nd Street. O caminho do metrô tem cerca de 480 metros e é feito pela Broadway Avenue, passando por pontos como a Times Square e o Hard Rock Café.

Dica do Mag: sabia que dá para comprar ingressos mais baratos para os espetáculos da Broadway? A TKTS vende ingressos para os shows que vão acontecer no mesmo dia com até 50% de desconto. Acesse o site oficial para saber mais!

“De repente 30” e a Times Square

É difícil alguém que nunca tenha visto ou ouvido falar de “De Repente 30”. A comédia romântica protagonizada por Jennifer Garner foi lançada em 2004 nos Estados Unidos e conta a história de uma menina que, cansada de ser adolescente, pede para ser adulta. Do dia para a noite, seu desejo se realiza. Já na casa dos 30 anos, ela precisa desvendar o rumo que sua vida tomou e enfrentar os desafios de ser gente grande, tudo com muito bom humor e romance. O filme é recheado de pontos turísticos de cinema em Nova York, entre eles a famosa Times Square.

Times Square
A Times Square é um dos pontos mais visitados de Nova York , são mais de 330 mil pessoas todos os dias

Uma das cenas mais divertidas do longa é quando Jenna (Jennifer Garner) passeia para fora do teto solar de uma limousine pela Times Square. A área é o cruzamento de duas grandes avenidas e pode ser considerada um largo ou uma praça. Famosa por seus letreiros reluzentes, é lá que ficam os estúdios das redes televisivas ABC e MTV, além de ser o point da contagem regressiva do Ano Novo.

Para chegar ao coração da Times Square, a estação de metrô mais próxima é a 49th Street (BMT Broadway Line). Ela fica a menos de 20 metros do ponto zero da praça e faz conexão com as linhas N, R e W da linha amarela, que dão acesso a lugares como Central Park, Quinta Avenida, Coney Island e Astoria.

Dica do Mag: inspirado nos grandes sucessos do cinema e da televisão, o passeio NYC TV & Movie Tour leva os turistas para mais de 40 locações famosas, incluindo a Times Square. O roteiro é feito com seriados como “Friends” e “Gossip Girl”, filmes como “Amizade Colorida” e “Trapaça”, e até programas de auditório como “Saturday Night Live”. Confira mais detalhes aqui.

“Esqueceram de Mim 2” e o Rockefeller Center

O sequência de filmes “Esqueceram de Mim” estrelados por Macaulay Culkin, no alto de seus 10 anos de idade, foram a febre entre as crianças dos anos 90. O segundo da saga se passa em Nova York e conta a odisseia de Kevin McCallister, interpretado por Macaulay, que se perde do pai no aeroporto e pega um avião em direção à Big Apple enquanto toda a família segue rumo à Flórida. Sozinho na cidade grande, o garoto começa suas travessuras, quando descobre o plano de dois bandidos: assaltar uma loja de brinquedos na véspera de Natal.

Rockefeller Center
A pista de patinação do Rockefeller Center funciona de outubro a abril e tem capacidade para 150 pessoas

Uma das cenas mais marcante do longa acontece no Rockefeller Center, um dos mais visitados pontos turísticos de cinema em Nova York. O complexo de edifícios comerciais é point no inverno por abrigar uma das pistas de gelo mais populares do mundo. Os nova-iorquinos aguardam o ano inteiro e os turistas também são bem-vindos! As entradas giram em torno de US$15 a US$33 , e o aluguel de patins custa aproximadamente US$13 (preços sujeitos à alteração). Caso a viagem não seja nas baixas temperaturas, ainda é possível visitar o topo do Rockefeller Plaza. O mirante Top of the Rock fica no 70º andar do prédio e tem vista panorâmica 360° para a metrópole, com inúmeras experiências interativas.

O Rockefeller Center fica entre as ruas W 50th e W 49th, em meio a 5th Avenue e a 6th Avenue. A estação de metrô mais próxima é a 47- 50th Streets Rockefeller Center Station, a menos de 360 metros do local.

Dica do Mag: para quem gosta de arquitetura, o passeio Rockefeller Center Art & Architecture é a maneira ideal de conhecer o complexo, uma verdadeira obra-prima da Art Deco. Um guia especializado conta toda a história por trás dos edifícios e jardins. O passeio dura cerca de 75 minutos e pode ser reservado aqui.

“Cisne Negro” e o Lincoln Center

No corpo de uma bailarina obcecada pelo papel principal, Natalie Portman dá vida à personagem Nina. Escalada pelo diretor artístico para protagonizar “O Lago do Cisnes” a bailarina se vê em uma situação de disputa permeada pela competição, traição e transtornos mentais que começam a demonstrar seu lado mais obscuro. O filme, que rendeu o Oscar de Melhor Atriz a Natalie, foi lançado em 2011, dirigido por Darren Aronofsky. A história se passa por dentro de uma companhia de balé inspirada no New York City Ballet (NYCB).

Lincoln Center
Casa de companhias de arte, o Lincoln Center tem calendário de concertos | Chun-Hung Eric Cheng/Flickr CC-BY

Como não poderia ser diferente, o filme tem como pano de fundo a sede da companhia, o Lincoln Center. O belo conjunto de prédios abriga mais de 10 companhias artísticas e é considerado o maior complexo de artes cênicas do mundo. Além do NYCB, estão lá a Metropolitan Opera, a New York Philarmonic e a Juilliard School, onde se formaram artistas como Viola Davis, Robin Williams e Adam Driver. Fique por dentro do calendário com concertos musicais e espetáculos de balé, tanto gratuitos como pagos.

O Lincoln Center está localizado no Upper West Side, entre a W 62nd com a 65th Street, entre a Columbus Avenue e a Amsterdam Avenue. A estação de metrô mais próxima é a 66 Street/Lincoln Center Station, a menos de 200 metros do local.

Dica do Mag: caso não dê para assistir aos espetáculos, o Lincoln Center tem um programa próprio de tours pelos bastidores. Na visita é possível entender um pouco do passado do complexo e, se der sorte, presenciar audições e ensaios com atores e bailarinos famosos. As rotas mudam todos os dias conforme a agenda do local. Reserve aqui o dia e horário da visita.

“Sex and the City – O Filme” e a New York Public Library

Lançado em 2008, “Sex and The City – O Filme” é a continuação das histórias de Carrie (Sarah Jessica Parker), Samantha (Kim Cattrall), Charlotte (Kristin Davis) e Miranda (Cynthia Nixon), as quatro amigas que ganharam o mundo com o seriado homônimo ao filme, lançado em 1998. Ambos os enredos contam experiências amorosas, sexuais e profissionais das quatro, com graça e bom humor. Na vida delas, Nova York é mais que uma cidade, é uma personagem querida que abriga suas lembranças e aventuras desde quando eram mais novas. Tanto o filme quanto o seriado são cartilhas para pontos turísticos de cinema em Nova York.

New York Public Library
A New York Public Library está localizada na luxuosa 5th Avenue e foi cenário para o (quase) casamento de Carrie

O clímax do longa-metragem é o casamento (ou a tentativa de casamento!) de Carrie e Mr. Big (Chris Noth), seu namorado de longa data. Para a cerimônia, eles escolhem a New York Public Library que, segundo Carrie, “é o clássico de Nova York, marco que abriga todas as grandes histórias de amor”. A biblioteca foi construída entre os anos de 1902 e 1911 e guarda mais de 53 milhões de livros. Ela chama atenção por fora e por dentro: a arquitetura é imponente e a decoração é feita a partir de afrescos no teto, detalhes em ouro e a madeira original da construção. Se quiser levar um pedacinho dela pra casa, há uma loja de souvenirs com marcadores de página, canecas, livros, suportes de livros temáticos e muito mais.

A New York Public Library está localizada no número 476 da 5th Avenue. A estação de metrô mais próxima é a 5th Avenue/Bryant Park Station, a menos de 30 metros do local.  Ela abre todos os dias às 10h e aos domingos a partir das 13h. A visitação é gratuita!

Dica do Mag: a biblioteca é vizinha de outros pontos turísticos de cinema em Nova York, como o Bryant Park e a Grand Central Station. O parque tem vários restaurantes em volta e é perfeito para relaxar. Já a Grand Central Station é o maior terminal de trens do mundo em número de plataformas – ao todo são 44.

Confira aqui no Magazine mais opções para um roteiro nova-iorquino

“Bonequinha de Luxo” e a Quinta Avenida

O papel mais conhecido de Audrey Hepburn é na pele de Holly Golightly, uma garota de programa que está decidida a se casar com um milionário. A personagem beira a inocência, mesmo com um objetivo tão fútil, e toma seus cafés em frente à famosa joalheria Tiffany, na luxuosa Quinta Avenida (5th Avenue). Tudo muda quando o escritor decadente Paul Varjak, interpretado por George Peppard, se muda para o mesmo prédio de Holly. A cena que dá início a “Bonequinha de Luxo” é um dos grandes clássicos do cinema: Audrey de luvas, vestido preto e o famoso coque banana tomando um café e comendo um croissant em frente às vitrines milionárias. O filme que arrebatou os corações dos espectadores também saiu vitorioso com o Oscar de Melhor Trilha Sonora Original, em 1962.

Quinta Avenida
Quem gosta de grifes encontra na Quinta Avenida (5th Avenue) lojas como Christian Louboutin e Versace

A famosa loja matriz da Tiffany, que se tornou um dos pontos turísticos de cinema em Nova York, continua no mesmo lugar que estava em 1961, ano de lançamento do filme. A uma quadra do Central Park, na Quinta Avenida, que endereça outras marcas de luxo como Armani, Versace e Louis Vuitton. A joalheria ficou conhecida por seus diamantes brilhantemente lapidados e sua marca registrada, o azul Tiffany. Em homenagem ao longa, a marca inaugurou em 2017 o Blue Box, um café anexo à joalheria com menu para café da manhã, almoço e jantar a partir de US$32. Para desfrutá-lo é necessário fazer reserva com 30 dias de antecedência e a lista de espera pode ser longa. Mas quem pode dispensar um café em meio aos diamantes mais queridos do mundo!?

Para chegar à Tiffany, a estação de metrô mais próxima é a 5th Avenue Station, a cerca de 160 metros. Outra opção é a estação 57 Street Station a cerca de 330 metros.

Dica do Mag: a Quinta Avenida reserva muito mais do que lojas. Uma das opções é a St. Patrick’s Cathedral. Inaugurada em 1879, ela tem a fachada em estilo neogótico e, além de linda, é a maior catedral católica dos Estados Unidos e o templo religioso mais famoso de Nova York. Outro ponto importante está a cerca de 2 km de distância, o Empire State Building. O arranha-céu de 102 andares é um marco da Big Apple.

Veja no Magazine mais dicas sobre grifes e compras em Nova York

“Kramer vs. Kramer” e o Central Park

Com um elenco de peso, “Kramer vs. Kramer” foi um dos queridinhos do Oscar de 1980. Alavancando cinco estatuetas, inclusive de Melhor Filme, Ator e Atriz Coadjuvante. O filme conta a história de Ted Krammer (Dustin Hoffman), um profissional que coloca o trabalho em primeiro lugar. Sua esposa Joanna (Meryl Streep), cansada da situação, sai de casa deixando Ted com as responsabilidades domésticas e o filho pequeno do casal. A história toma um novo rumo quando os dois vão ao tribunal lutar entre si pela guarda do garoto. O longa dramático é dirigido por Robert Benton e baseado no livro de Avery Corman.

Central Park
O Central Park é perfeito para um passeio romântico, com crianças pequenas ou até para praticar esportes

Uma das cenas mais emocionantes do filme, quando Ted ensina seu filho a andar de bicicleta, tem como cenário o Central Park, um dos parques arborizados mais visitados do mundo, localizado no coração de Manhattan. Além do belo cenário, o oásis de Nova York, como é chamado, oferece diversão por meio de aluguéis de bicicletas, competições no lago central, passeios de carruagem e até um memorial em homenagem ao beatle John Lennon, que morava ao lado do parque. Indispensável ao tour!  

Com cerca de 3,410 km² de tamanho (quase o dobro do Parque do Ibirapuera), o Central Park permite acesso por múltiplas entradas. É possível descer em diversas estações, mas, as mais usadas são: 59 Street-Columbus Circle /Broadway, 81 Street-Museum of Natural History e a 5th Avenue Station, onde há conexão com as linhas N, R, e W. Elas dão acesso ao lado Sul, Oeste, e Norte do parque, respectivamente.

Dica do Mag: no parque não deixe de visitar o Central Park Zoo, zoológico com mais de 130 espécies diferentes de animais que vão de pinguins e leões marinhos a pássaros tropicais. Famoso, ele foi inspiração para o longa-metragem de animação “Madagascar”. O horário de funcionamento é das 10h às 17h e abre todos os dias.

“Uma Noite no Museu” e o Museu de História Natural

Dirigido por Shawn Levy, o filme conta a história de Larry Daley, um homem que trabalha como segurança noturno no Museu de História Natural de Nova York. O que ele não sabia era que as atrações principais do museu ganham vida durante à noite. O longa divertido encantou o público em 2006 e deu origem a outras duas continuações. O museu está ao lado do Central Park e é destaque na lista dos pontos turísticos de cinema em Nova York.

O Museu de História Natural tem uma das maiores coleções de fósseis do mundo | Tomás Fano/CC BY-SA

Algumas exposições são sazonais, mas há atrações fixas o ano todo como o esqueleto do Tiranossauro Rex e a réplica gigante de uma baleia pendurada no teto. Com quatro andares e um subsolo, ele divide-se em vida oceânica e taxidermia de mamíferos, conservatório de borboletas e exposições da fauna asiática, africana e mexicana, anfíbios, primatas, répteis e exploração espacial, fósseis reais de dinossauros pré-históricos, planetário e praça de alimentação. O prédio é muito grande, então, para aproveitá-lo, recomendamos separar mais de um dia de visita. Educativo e interativo o espaço é perfeito para crianças e adultos. Os ingressos giram em torno de US$13 a
US$22 (preços sujeitos à alteração).

O acesso ao museu é fácil. A menos de 200 metros está a estação de metrô 81 Street-Museum of Natural History.

Dica do Mag: Nova York é repleta de museus e se a intenção for visitar todos, é recomendável adquirir o New York Pass. Ele dá livre acesso a mais de 15 museus, incluindo o Museu de História Natural, o Museu de Arte Moderna e o Metropolitan Museum of Art, conhecido como MET. Veja aqui a lista completa e outros benefícios.

Conheça no Magazine outras atrações que a Big Apple oferece

“Titanic” e a Estátua da Liberdade

Um dos filmes mais caros da história do cinema é também um dos maiores ganhadores de Oscars de todos os tempos. O longa é dono de 10 estatuetas, incluindo Melhor Filme e Melhor Diretor para James Cameron. Lançado em 1997, ele é baseado na história real do transatlântico homônimo que, em 1912, naufragou em sua primeira viagem. O longa eternizou as cenas de romance em alto mar, protagonizadas por Leonardo DiCaprio e Kate Winslet, ao som da música tema “My Heart Will Go On”, obra de Céline Dion.

Estátua da Liberdade
A Estátua da Liberdade está na Liberty Island e proporciona uma vista panorâmica para o continente

O navio saiu da Grã-Bretanha com destino a Nova York. Após as adversidades do caminho, quando os tripulantes chegam às terras nova-iorquinas quem os recebe é a vista da Estátua da Liberdade. A estátua é cartão-postal de Nova York e permite vislumbrar toda a ilha de Manhattan.

A estátua fica em Liberty Island, uma ilha exclusiva para o monumento, entre Nova Jersey, Manhattan e Brooklin. O acesso é feito pelo ferry boat que leva a outras ilhas próximas como Ellis e Governors. Na hora de escolher o passeio é possível optar em ir direto para a estátua ou visitar também os monumentos das outras ilhas, confira aqui os ingressos.

Dica do Mag: que tal subir na coroa da Estátua da Liberdade? Na hora de comprar seu ingresso é possível optar por três tipos de visita: observação ao redor da estátua, acesso ao pedestal da estátua ou acesso até a coroa. É importante reservar com antecedência, visto que o número de visitantes na coroa é limitado.

“Harry e Sally” e a Katz’s Delicatessen

Lançado em 1989, “Harry e Sally – Feitos Um Para o Outro” conta a história dos dois personagens-título que, ao se mudarem para Nova York, acabam virando grandes amigos e alimentando sentimentos maiores ao longo dos anos. A direção é de Rob Reiner e os protagonistas são interpretados por Billy Crystal e Meg Ryan. A cena que ganhou o público acontece no Katz’s Delicatessen, em Manhattan.

Katz’s Delicatessen
Além do filme, a Katz’s Delicatessen é famosa pelo sanduíche de pastrami | travelmag.com/Flickr CC-BY

Em meio a uma conversa sobre orgasmos, Sally afirma que os homens não conseguem saber quando uma mulher está fingindo e, para provar, ela encena vividamente um orgasmo, chamando atenção de todos. Sally volta a comer, e a senhora da mesa ao lado pede ao garçom “Quero o mesmo que ela comeu”. A cena ficou tão famosa que a frase entrou na lista do American Film Institute: as 100 frases mais memoráveis do cinema. E, até hoje, a Katz’s Delicatessen está aberta ao público com uma placa sinalizando a mesa em que a cena foi gravada: “Parabéns! Você está sentado onde Harry conheceu Sally”. O local ainda tem plaquetas menores com trocadilhos como “Esperamos que você tenha consumido o mesmo que Sally”. Além de registrar a visita em fotos, não deixe de provar os deliciosos sanduíches do local!

A Katz’s Delicatessen está localizada no bairro de Lower East Side. A estação de metrô mais próxima é a 2nd Avenue Station, a cerca de 160 metros do local andando pela Houston Street.

Dica do Mag: aproveite a ida até Lower East Side e visite o famoso bairro de Chinatown. O local é repleto de ótimos restaurantes, lojas de lembrancinhas e o museu Chinese in America, que conta um pouco sobre os costumes, vestimentas e acontecimentos históricos da China. Não deixe de visitar também o Mahayana, um dos maiores templos budistas do país.

Autor

Com uma paixão por São Paulo e um crush por Nova York. Ama street looks, barzinhos do momento e pontos turísticos diferentões. Não dispensa um rooftop nem uma maratona de Sex and the City.

Escreva um comentário