10 Destinos Paradisíacos Para Conhecer no Brasil

10 Destinos Paradisíacos Para Conhecer no Brasil

Muito se pensa no Caribe, na Tailândia ou em qualquer outro cenário internacional quando se fala em destinos paradisíacos. Engana-se, porém, quem acredita que grutas impressionantes, imponentes montanhas e praias de areia branca e mar de cor indescritível só existem em território estrangeiro! Muitos desses panoramas estão no Brasil e uma das maiores vantagens é que a alta do dólar não é empecilho para conhecer nenhum deles. De norte a sul, são mais de 8 milhões de km² e a terra tupiniquim não deixa a desejar quando comparada a outros países.

Confira na Mag 10 destinos paradisíacos – de tirar o fôlego e poupar dinheiro! – para explorar no Brasil.

Descubra também as 27 praias mais bonitas do Brasil

Amazonas: a natureza em sua forma mais pura

Amazonas

O roteiro não poderia começar por outro lugar, a não ser pelo estado dono de uma história ímpar e um vocabulário todo peculiar. É inegável, o Amazonas pulsa biodiversidade e muita natureza! Com mais de 1 milhão de km², é o maior estado brasileiro em extensão territorial e abrigo de um dos maiores patrimônios ecológicos da Terra, a Floresta Amazônica. Conhecida como “pulmão do mundo”, a maior floresta tropical do planeta não é exclusivamente brasileira, no entanto, mais da metade de sua totalidade está na Região Norte do Brasil.O nome Amazonas, uma referência às mulheres guerreiras da mitologia grega, foi dado por exploradores europeus durante expedições às margens do rio Amazonas, em meados do século XVI.

Na região, o destaque fica por conta do ecoturismo e o melhor é que pode ser praticado durante o ano todo, visto que o destino oferece belos cenários tanto no período de seca, que vai de julho a novembro, quanto de cheia, de dezembro a maio. Um dos passeios mais emblemáticos é ir de barco até o encontro dos rios Negro e Solimões. Outras atividades também proporcionam momentos marcantes e únicos, como focagem de jacaré e boto cor-de-rosa, pesca de piranha, trilhas na mata e visita às comunidades indígenas. A Floresta Amazônica é a mais bela representação da “mãe terra” e a opção perfeita para se reconectar com a natureza em sua forma mais pura.

Confira uma seleção de hotéis no Amazonas com descontos especiais!

Jalapão: destino quase inexplorado no Tocantins

Fervedouro dos Buritis - JalapãoJacksiani Erat Sleiter/CC BY-SA 

O norte do país abriga ainda lugares que, aos poucos, vêm ganhando o coração dos turistas. Jalapão, no extremo leste do Tocantins e a cerca de 300 km da capital Palmas, é um deles! Ainda que pouco familiar entre os viajantes, o parque estadual é uma das áreas mais bem preservadas do Brasil, prato cheio para os amantes de ecoturismo.

Dunas douradas, fervedouros, piscinas naturais de águas verde-esmeralda, cachoeiras azuis e formações rochosas compõem as paisagens grandiosas deste surpreendente destino. Por lá o calor é intenso, chegando por volta dos 30°C. Os atrativos da região podem ser visitados em qualquer época do ano, no entanto, os meses mais recomendados são entre maio a julho. Um veículo com tração nas quatro rodas e guia também são indicados para a expedição. Cenários como as Dunas do Jalapão, Fervedouro dos Buritis, Cachoeira da Velha e Cachoeira do Formiga são os mais procurados na região.

Pipa: destino paradisíaco na região potiguar

Praia do Amor - Pipa

Popular no mundo inteiro, Pipa dispensa comentários! Localizada no município de Tibau do Sul, a cerca de 85 km da capital do Rio Grande do Norte, Natal, a vila de pescadores é um verdadeiro refúgio emoldurado por belezas naturais que parecem coisa de cinema. Descoberta por surfistas no final de década de 1970, foi pouco a pouco entrando no roteiro dos turistas e, hoje em dia, abriga resorts de luxo, baladas, bares e restaurantes. Todavia, o que faz de Pipa um lugar encantador, é o fato de preservar toda a tranquilidade e natureza nos dias atuais, dando a impressão de ainda ser intocada pelo homem.

O cenário natural é o aspecto marcante da essência de Pipa. Nas praias, imponentes falésias dividem espaço com o mar cristalino. Entre as mais famosas estão a Praia do Amor, do Centro e a Baía dos Golfinhos. O nome desta última é bem sugestivo e, vez ou outra, os golfinhos dão o ar da graça. Já a Praia do Amor é a preferida dos surfistas, enquanto a do Centro concentra mais gente, bares e restaurantes. Imensos coqueirais, mirantes, piscinas naturais, praias e imponentes falésias fazem de Pipa um dos destinos mais belos do país.

Confira os melhores preços em hotéis e resorts do Rio Grande do Norte!

Fernando de Noronha: a esmeralda do Atlântico

Morro Dois Irmãos - Fernando de Noronha

Destino paradisíaco em território brasileiro tem nome e sobrenome. Composto por 21 ilhas e ilhotas, Fernando de Noronha faz jus a todos os elogios que recebe. A beleza do lugar é realmente inquestionável! São apenas 17 km² de área, mas com todos os ingredientes presentes no imaginário de uma “praia perfeita”: areal dourado, mar em tons de azul e verde-esmeralda, diversificada vida marinha, corais, vegetação esplendorosa e grandiosas formações rochosas. Seja qual for o ângulo, o panorama é espetacular!

Para curtir a ilha, uma das opções é passear de barco até a Praia do Sancho que, se for um dia de sorte, contará com a companhia de golfinhos. Visitar Noronha e não praticar mergulho é quase um pecado! A atividade aquática é uma das mais procuradas pelos turistas – destaque para a Praia do Sueste –, tendo em vista a impressionante diversidade de animais marinhos presentes no arquipélago.  Se a pedida for por alguma aventura em terra firme, a trilha do Atalaia é uma das mais famosas. Este tipo de atividade em Noronha deve ser agendada com antecedência e determinadas trilhas necessitam de guia. Ainda que um destino com alto custo benefício, cada metro quadrado de Fernando de Noronha é recompensador.

Jericoacoara: o pôr do sol mais bonito do Brasil

Jericoacoara

Ruas de areia, ausência de iluminação pública, manguezais, dunas, mar e redes imersas nas lagoas. Carinhosamente apelidada de “Jeri”, Jericoacoara é um vilarejo de beleza singular, totalmente distante da realidade moderna presente nas grandes cidades. Localizada no município de Jijoca, a cerca de 280 km de Fortaleza, na costa oeste do Ceará, a vila de pescadores é um verdadeiro santuário ecológico. Apesar da fama à nível mundial e do título de uma das 10 praias mais bonitas do planeta, Jeri mantém seu aspecto intocado e de vila antiga, proporcionando contato intenso com a natureza. Alguns passeios são essenciais para quem visita Jericoacoara e são feitos de buggy ou caminhonetes tracionadas.

No litoral leste do destino, próximas à vila, a Lagoa Azul e a Lagoa do Paraíso fazem jus ao nome e, talvez, sejam as paisagens mais bonitas que a viagem oferece. Os tons de azul claro e azul escuro das águas se misturam de forma espetacular e as redes imersas nas lagoas proporcionam total estado de plenitude. Um dos principais cartões postais do destino é a Pedra Furada e, como diz o nome, possui uma fenda bem no meio. A melhor época para visitação é durante a maré baixa e, no mês de julho, o sol de põe exatamente na fenda dentro da pedra! Jeri é referência para aqueles que amam velejar e por lá os ventos são os melhores para a prática de kite e windsurf. Outra opção é passar o dia na Lagoa da Tatajuba e apreciar o fim de tarde na Duna do Pôr do Sol. Apesar de pequena, a beleza de Jericoacoara é gigante!

Exclusividade em Jeri é com o Essenza Dune. Reserve com o Zarpo!

Península de Maraú: a Polinésia baiana

Taipu de Fora

Que a Bahia é um show de simpatia, cultura, paisagens naturais e boa gastronomia, isso não é novidade para ninguém. E é ao sul do estado que está um dos destinos paradisíacos queridinhos do nordeste. Entre Itacaré e Morro de São Paulo, a 250 km de Salvador, a Península de Maraú é um espetáculo à parte na Costa do Dendê. Famosa pelas piscinas naturais, a típica vila caiçara atrai brasileiros e estrangeiros, como Antoine de Saint-Exupéry, autor de “O Pequeno Príncipe”. Segundo os nativos da região, o autor já estabeleceu moradia ali, inspirando-se para os cenários do best-seller. A Praia Taipu de Fora, onde o mar vira piscina na maré baixa, e a Praia de Barra Grande são os principais destinos dos turistas.

Ainda que estes sejam dois belos cenários que despertam maior interesse por parte dos viajantes, a península não se limita a eles e vale explorar seus arredores. A Praia dos Algodões, por exemplo, é uma excelente opção. Fora da rota usual e quase desabitada, é cercada por coqueiros e se caracteriza pela presença de piscinas naturais, mar cristalino e atmosfera de lugar quase deserto. A Praia do Cassange é rodeada por casinhas de madeira, dando a impressão de “paraíso perdido” ao local. E quando o fim de tarde chegar, a Praia da Ponta do Mutá é a melhor escolha para apreciar o pôr do sol! Entre o oceano e a Baía de Camamu, a Península de Maraú deixa qualquer turista boquiaberto.

Confira incríveis hotéis e resorts na Bahia, sob os melhores preços!

Bonito: um oásis em pleno centro-oeste

Bonito - Mato Grosso do Sul

E quem disse que destinos paradisíacos são somente sinônimo de água salgada? Bonito, em pleno território sul-mato-grossense, está aí para provar o contrário! A 300 km de Campo Grande, o destino que faz jus ao nome reserva aos turistas o contato mais íntimo possível com a natureza, onde o ser humano é apenas figurante. Os cenários não enfeitiçam somente os olhos, como beneficiam o corpo e a mente. Considerada a capital nacional do ecoturismo, nadar com os peixes em seu habitat natural, fazer trilhas e praticar rapel em grutas, são algumas das atividades que a cidade oferece. Uma viagem à Bonito não é barata e os passeios exigem certo investimento financeiro. Mas os preços se justificam, pois a conservação ambiental e controle turístico são evidentes.

Para os aventureiros, descer de rapel os 72 m até o Abismo Anhumas é um prato cheio. O local nada mais é do que uma caverna inundada de água cristalina! Já para os não tão aventureiros assim, uma opção é a Gruta do Lago Azul. Para chegar ao lago de águas azuladas, como o próprio nome já diz, é preciso descer uma escada de aproximadamente 300 degraus. A flutuação é um dos programas mais famosos do destino e pode ser feita no Aquário Natural, a alternativa mais próxima do centro da cidade, ou Rio Sucuri, localizado em uma fazenda privada e considerado o mais transparente do Brasil. Os amantes de natureza se impressionam com o Buraco das Araras. Mesmo que voltado somente para a observação dos animais, o lugar é incrível! Todo o esforço exigido para realizar as maioria das atividades em Bonito, é recompensado com um visual esplendoroso.

Aproveite tarifas exclusivas em hotéis em Bonito

Serra do Cipó: o jardim do Brasil

Serra do Cipó

Uma das formações geológicas mais exuberantes do mundo está em Minas Gerais. O município de Santana do Riacho, a cerca de 100 km de Belo Horizonte, é a porta de entrada da estonteante Serra do Cipó. Apelidada por Burle Marx como “Jardim do Brasil”, abriga inúmeras grutas, cachoeiras e trilhas, ideal para os adeptos do ecoturismo e atividades radicais, como rapel, ciclismo, alpinismo, trekking e rafting. Quase toda a área é protegida pelo Parque Nacional da Serra do Cipó, garantindo total preservação dos cenários naturais.

A Cachoeira do Véu da Noiva é um dos pontos mais conhecidos do destino e sua visitação exige custo à parte. A queda d’água está em meio a um paredão com mais de 60 metros de altura! Fora dos limites do parque, a Cachoeira da Lagoa Dourada possui quedas de fácil acesso. Dependendo da época do ano, a luz solar refletida na vegetação ao redor dá um tom dourado às águas da lagoa. Para trekking, uma das opções é a Trilha dos Escravos que, conforme o nome, servia de rota para os escravos transportarem riquezas minerais durante o ciclo do ouro e diamante. Cerca de 20 minutos de trilha são necessários para chegar ao Morro da Pedreira. De lá, o pôr do sol proporciona uma emoção a parte! A Serra do Cipó une o misticismo característico de muitas cidadezinhas mineiras, com paisagens montanhosas de tirar o fôlego.

Hospede-se na Serra do Cipó com as tarifas do Zarpo!

Ilhabela: a pérola do Litoral Norte paulista

Praia do Bonete - Ilhabela

A maior ilha marítima do Brasil está no Litoral Norte paulista! A 200 km de São Paulo, Ilhabela é digna do nome. Com mais de 30 praias e 300 cachoeiras registradas, a ilha conta com mais de 83% de sua totalidade protegida pelo Parque Estadual de Ilhabela, além de abrigar a maior porção de Mata Atlântica do planeta. É conhecida também como “Capital Nacional da Vela”, devido aos ventos constantes e intensos formados pelo canal entre a ilha e o continente. Marcada por histórias de piratas e naufrágios, a ilha parece ter sido abençoada pela natureza, com mar azul e montanhas cobertas pela vegetação nativa emoldurando sua paisagem. E com todas essas qualidades, a estância balneária dispensa comentários quando o assunto são as praias.

A Praia de Castelhanos, da Feiticeira, do Julião e Ilha das Cabras, ideal para a prática de snorkel, estão entre as mais famosas. Algumas são acessíveis apenas por trilha ou barco, caso da Praia do Bonete. Situada ao sul, é considerada uma das mais bonitas de toda a ilha e a pedida certa para aqueles que apreciam cenários isolados e natureza quase intocada. As praias da região central, mesmo que mais acessíveis, mantém a beleza natural. Algumas opções são a Praia do Perequê, Itaquanduba e Itaguaçu, de onde é possível observar um belíssimo pôr do sol. Ao norte, um dos destaques é a Praia do Sino. Cachoeiras como do Gato, da Toca e dos Três Tombos completam o conjunto de maravilhas da ilha que é bela não só no nome.

Que tal essa estada com vista para o mar de Ilhabela, a 100 m da vila?
Ou então essa aconchegante pousada a apenas 500 m da balsa de Ilhabela?

Florianópolis: a ilha da magia

Praia Lagoinha do Leste - Florianópolis

Quando falamos em destinos paradisíacos no Brasil, Florianópolis não pode ficar de fora da lista! Dona do título de “Ilha da Magia”, a capital de Santa Catarina é uma das cidades brasileiras mais visitadas por estrangeiros e agrada todo tipo de público, afinal, são 42 praias registradas e há quem diga que esse número é ainda maior. Ao sul estão as praias que são verdadeiros espetáculos da natureza e entre elas se destacam: a Praia do Matadeiro, do Campeche e, acessível somente por trilha ou barco, Naufragados e Lagoinha do Leste. Esta última, considerada uma das mais belas de Floripa, abriga ainda o Morro da Coroa. O visual é simplesmente incrível!

Enquanto o sul reserva atmosfera rústicas, as águas limpas e transparentes, o norte é a região mais badalada e nobre da ilha. Ainda assim, toda a beleza se mantém e a prova disso são as praias Canasvieiras e dos Ingleses, os principais balneários da região. Jurerê e Daniela também são bastante frequentadas e oferecem ótima infraestrutura turística. A Praia Brava concentra as águas mais quentes da ilha e junto com dos Ingleses e do Santinho, onde há também inscrições rupestres, compõem o trio indicado para a prática de surf. A magia não está apenas na alcunha atribuída à Florianópolis.

Reserve a próxima viagem para um All-Inclusive à beira da Praia do Santinho!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *