Todas as malas dos passageiros do seu voo já chegaram à esteira do desembarque, menos a sua. O que eram para ser férias perfeitas já começaram com o pé esquerdo: é isso mesmo, a sua bagagem foi extraviada.

Seja por falha da própria companhia aérea, furto ou até mesmo engano de outros passageiros, ninguém está imune à mala perdida. Mas algumas dicas podem ajudar a evitar essa dor de cabeça. Leia mais a seguir, e confira também quais são os procedimentos a serem tomados na situação. 

O que fazer em casos de extravio de bagagem?

Perder o acesso a seus pertences certamente não faz parte dos planos de viagem, certo? Tanto em voos nacionais ou internacionais, ao notar que sua bagagem foi extraviada, a primeira medida a ser tomada é comunicar a companhia aérea responsável.

Com o comprovante de despacho da bagagem em mãos, será solicitado o preenchimento do RIB (Registro de Irregularidade de Bagagem), e no caso de destinos internacionais, do PIR (Property Irregularity Report). Ambos são extremamente importantes para que a empresa fique a par da situação de extravio. 

Caso você não consiga preencher o RIB no aeroporto, há um prazo de 7 dias para fazê-lo. É possível ainda fazer a reclamação formal via SAC ou e-mail da companhia, e também registrar a ocorrência na ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil).

Seus direitos como passageiro

Segundo a ANAC, em casos de extravio de bagagem, as companhias aéreas nacionais possuem um prazo de até 7 dias para a devolução em voos nacionais, e de até 21 dias em voos internacionais. 

Dentro deste período sem suas malas, o passageiro tem direito a uma compensação financeira para a compra de itens básicos. Mas atenção: o valor desse ressarcimento, que é estipulado por cada empresa, é válido apenas se você estiver fora do seu domicílio e mediante a apresentação dos comprovantes das compras.

Caso as malas não sejam entregues dentro dos prazos determinados, a empresa deve indenizar o passageiro até uma semana após o período estipulado para a devolução. Esta indenização também pode ser reivindicada por meio do Procon ou de uma ação judicial.

Já nas situações de extravio de bagagem por empresas aéreas internacionais, o regulamento das indenizações não são de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, mas sim pelas convenções de Varsóvia e Montreal, que tratam de transporte aéreo internacional.

Fique por dentro de 25 pontos turísticos para se conhecer no Brasil!

E se itens da mala sumirem?

Com a bagagem extraviada ou não, pode acontecer do passageiro receber a mala com alguns itens faltando, por conta de furto. Ao notar este quadro, mesmo que não esteja mais no aeroporto, além de comunicar a empresa do ocorrido, é necessário registrar um Boletim de Ocorrência junto à qualquer unidade policial. De acordo com o valor dos itens furtados, o passageiro possui direito de receber uma indenização por parte da empresa.

Como evitar o extravio de bagagem?

Tomar certas precauções pode diminuir consideravelmente a chance de extravio de bagagem. Confira algumas dicas:

  • Identificar as malas: para que sua bagagem não seja confundida e levada por outro passageiro, inclua informações de contato e algum item que seja facilmente identificável por você no momento de recolhê-la nas esteiras do desembarque, como fitas ou chaveiros. E não se esqueça de retirar etiquetas de viagens passadas!
  • Evitar conexões de tempo curto: para diminuir a chance de malas extraviadas, dê preferência a voos com conexões pela mesma companhia aérea. E para que as bagagens sejam transferidas em tempo hábil de um avião para o outro, opte também por, ao menos, 2h entre uma conexão e outra.

Existem também práticas que podem ser adotadas para que o extravio não seja motivo de desespero:

            Confira o guia definitivo de como arrumar a mala da melhor forma

  • Separe itens de emergência e de necessidade básica na mala de mão: buscando evitar dores de cabeça a mais, vale levar produtos de higiene, remédios e uma ou duas trocas de roupa nas bolsas que vão com você no voo. É uma forma de se precaver em caso de extravio. 
  • Proteja seus pertences: Opte por transportar itens de maior valor, como joias e eletrônicos, na bagagem de mão. Caso precisem ser despachados, considere contratar um seguro. Independente disso, fechar as malas com cadeados sempre é recomendável.

Já sabe qual será seu próximo destino? Confira no Zarpo as melhores ofertas para viajar .

Autor

Ama conhecer novas histórias, outros jeitos de se ver o mundo e tradições diferentes. Considera que viajar é a ideal oportunidade para construir as melhores lembranças e aprender da forma mais divertida.

Escreva um comentário