A Rota das Emoções, de fato, não nega o nome. São diversas emoções proporcionadas por cenários paradisíacos divididos em 900 km de estrada e três estados: Ceará, Piauí e Maranhão. Criado em 2005, o percurso é uma iniciativa do SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e do Ministério do Turismo a fim de fomentar o turismo na região. Entre as paisagens fascinantes, três pontos ganham destaque: Jericoacoara, Delta do Parnaíba e Lençóis Maranhenses. Apesar de unir destinos turísticos bem conhecidos, a Rota é uma alternativa para uma viagem nada tradicional.

Ficou animado em conhecer os cenários mais bonitos do Brasil em uma única viagem? Continue lendo esse artigo e apaixone-se por cada quilômetro da Rota das Emoções!

Nordeste

Tudo o que você precisa saber antes de percorrer a Rota das Emoções

Rota das Emoções
Seja com empresas ou por conta própria, o carro é um fator indispensável para fazer a Rota das Emoções

A Rota das Emoções é um percurso longo, portanto, sete dias é o mínimo para conhecer pelo menos os principais pontos: Jericoacoara, Delta do Parnaíba, Barra Grande, Barreirinhas e Lençóis Maranhenses. Já que o Piauí fica no meio do trajeto, o ideal é comprar uma passagem de ida até Fortaleza, no Ceará, e a volta por São Luís, no Maranhão – ou vice-versa.

Os roteiros da viagem variam de acordo com a preferência do turista e a dica é contratar uma agência de turismo, já que a logística do passeio é um pouco complicada. Todavia, é plenamente possível fazer o percurso por conta própria através de um veículo 4×4. As condições das estradas da Rota das Emoções é boa e a maioria delas é asfaltada. Ainda assim, há trechos de areia e é recomendado o auxílio de um guia local, já que o carro pode atolar.

É possível percorrer a Rota das Emoções em qualquer época, já que o Nordeste é presenteado com dias ensolarados em quase todos os dias do ano. No entanto, há períodos onde os cenários ficam ainda mais deslumbrantes. Para desfrutar das lagoas cristalinas dos Lençóis Maranhenses, por exemplo, a dica é planejar a viagem entre os meses de julho a outubro, após a temporada de chuvas.

Tem arrepios só de pensar em arrumar a mala? O Mag te ajuda!

Comece a Rota das Emoções pelo Ceará

Ceará - Jericoacoara
O relax é garantido nas redes espalhadas pela Lagoa do Paraíso, um dos pontos mais famosos de Jericoacoara

Ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Fortaleza, é necessário percorrer cerca de 280 km para chegar na primeira grande atração da Rota das Emoções. A rústica e charmosa vila de Jericoacoara fica no município de Jijoca, na costa oeste do Ceará.

Localizado entre dunas, mangues, mar e lagoas, o destino parece utopia e em nada se iguala à modernidade das grandes cidades. Por lá, não há iluminação pública, ruas asfaltadas e veículos. A atmosfera é bucólica, simples e acolhedora.

Confira 12 lugares para conhecer no Brasil em 2019

Pedra Furada - Jericoacoara
A dica para visitar a Pedra Furada é ir fora de temporada e em horários alternativos, já o que o local vive cheio

O tempo ideal para permanecer em Jeri, como é carinhosamente chamada, é de no mínimo 4 dias. Entre suas belezas, é indispensável conhecer a Lagoa do Paraíso, uma das mais famosas da região. De água cristalina e colorida por um azul indescritível, o local faz jus ao nome. Outro ponto icônico da vila é a Pedra Furada que, como o próprio nome sugere, possui uma fenda bem no meio. Durante o mês de julho, o sol se põe bem no meio da fenda e proporciona um espetáculo para os olhos. Uma das melhores maneiras de chegar à Pedra é caminhando desde a vila pela beira da praia, durante a maré baixa.

Duna do Pôr do Sol - Jericoacoara
Apreciar o pôr do sol na Duna do Pôr do Sol é uma experiência que não pode deixar de ser vivida em Jericoacoara

Por falar em pôr do sol, apreciar este espetáculo na Duna do Pôr do Sol é quase um ritual sagrado em Jericoacoara e, não à toa, é um dos cartões-postais do destino. Ao anoitecer, o sol vai de encontro ao mar e milhares de turistas assistem de camarote no topo da duna. Se tiver tempo, no caminho para o Piauí, vale incluir as cidades de Camocim, onde está a belíssima e bucólica Praia de Tatajuba, e de Chaval, situada bem na divisa com o Piauí e conhecida pela Trilha da Carnaúba.

Interessou? O Zarpo oferece excelentes opções de hospedagem em Jericoacoara. O Essenza Dune está a apenas 200 m do centro da cidade e conta com apartamentos com piscina privativa e acesso à infraestrutura do Essenza Hotel. Este, por sua vez, está localizado ao lado da Duna do Pôr do Sol e dispõe de bar molhado, piscina de 1.300 m² à beira-mar, jacuzzi panorâmica, SPA com custo à parte e muito mais. Ambos oferecem café da manhã incluso na tarifa e são exclusivos para hóspedes acima de 12 anos.

Piauí: a próxima parada é no Delta do Parnaíba

Barra Grande - Piauí
Em Barra Grande, pratique kitesurf durante o dia e, ao cair da noite, desfrute da animada vida noturna da vila

A 162 km de Jericoacoara e a 40 km de Chaval, Barra Grande é a primeira parada da Rota das Emoções no Piauí. Pertencente ao município de Cajueiro da Praia, a vibe da vila de pescadores mescla rusticidade e muito charme, sendo um dos pontos mais diferentes da viagem. Pouco explorada, a paradisíaca praia de nome homônimo é um reduto de tranquilidade e, por conta dos ventos fortes e mar liso, é alvo também de praticantes de kitesurf.

Luís Correia - Piauí
A condição da Árvore Penteada, em Luís Correia, é o resultado dos ventos fortes que sopram na região

Seguindo a Rota das Emoções em território piauiense, há muito mais para explorar no pequeno – mas surpreendente – litoral do estado. Em Luís Correia, a 60 km de Barra Grande, o clima é de sombra e água fresca. A remota cidade abriga o maior número de praias do Piauí e entre as mais famosas estão a Praia do Macapá, de atmosfera tranquila, e a Praia de Atalaia, a mais agitada do estado. As praias do Coqueiro e Arrombado, onde está a famosa Árvore Penteada, também valem a visita.

Delta do Parnaíba - Piauí - rota das emoções
A Revoada dos Guarás vermelhos é um dos momentos mais marcantes que o Delta do Parnaíba proporciona

E basta 26 km a partir de Luís Correia para chegar na grande atração da Rota das Emoções no Piauí: o Delta do Parnaíba. O único delta em mar aberto das Américas e um dos três maiores do mundo é composto por dunas, cerca de 70 ilhas, mangues e pelo rio Parnaíba, que percorre mais de mil quilômetros até desembocar no Oceano Atlântico. Os passeios, geralmente, partem do Porto dos Tatus, em Ilha Grande, a 8 km de Parnaíba.

O Passeio Delta do Parnaíba Tradicional é o mais procurado pelos turistas. Trata-se de uma grande embarcação coletiva, que viaja pelos rios, igarapés e mangues. Entre as paradas em pontos estratégicos, os turistas presenciam a famosa captura do caranguejo e conhecem a Ilha das Canárias, a segunda maior do Delta. O passeio dura cerca de 7h e no valor cobrado está incluso o almoço, frutas tropicais e degustação do caranguejo. E para eternizar a visita ao Piauí, não perca a Revoada dos Guarás vermelhos. A experiência é uma das mais marcantes da Rota das Emoções.

Interessou? Hospede-se na Casa de Santo Antônio. Situado em um imóvel tombado no centro histórico da cidade de Parnaíba, este hotel boutique fica a 1 km do Porto das Barcas, porta de entrada para o Delta do Parnaíba. Charmoso e requintado, oferece café da manhã incluso na tarifa e dispõe de piscina ao ar livre, ponto de apoio de pilates, jacuzzi, sauna e, com custo à parte, sala de massagem e organização de passeios turísticos pelo destino.

Maranhão: guarde o mais surpreendente da Rota das Emoções para o final

Parnaíba - Piauí - rota das emoções
A partir dos Pequenos Lençóis, Tutóia, no Maranhão, já dá um gostinho da grande atração da Rota das Emoções

A viagem pela Rota das Emoções segue ao fim e a primeira parada no Maranhão é o município de Tutóia, a 121 km de Parnaíba. Repleto de belezas naturais, o destino também é contemplado pelo Delta do Parnaíba. Além dele, os turistas se deparam com o belíssimo visual dos Pequenos Lençóis. A atração é um gostinho do que está por vir. Para um delicioso banho de mar, a dica é a rústica Praia do Amor.

Barreirinhas - Piauí - rota das emoções
Inclua no cronograma o passeio de barco de percorre todo o Rio Preguiça, em Barreirinhas. O visual é encantador!

O próxima parada no Maranhão é Barreirinhas, a 73 km de Tutóia. Conhecida por ser porta de entrada para a grande atração do estado e da Rota das Emoções, a região tem seus encantos e um deles é o passeio de lancha pelo Rio Preguiça. O passeio leva os turistas ao Farol de Mandacarú, Praia de Caburé e Vassouras. Se tiver mais tempo disponível, vale conhecer os vilarejos de Atins e Santo Amaro.

Lencois maranhenses - rota das emoções
O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses abriga diversos ecossistemas, como manguezal, restinga e dunas

Por fim, basta percorrer 50 km a partir de Barreirinhas para chegar na grande atração da Rotas das Emoções. O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses dispensa qualquer apresentação! A imensidão da paisagem é indescritível e o visual é simplesmente paradisíaco, deixando os viajantes maravilhados. Entre as dunas de areia branquinha, encontram-se lagoas de água doce e cristalina. A melhor época para conhecer os Lençóis é após o período de chuvas, de julho a outubro, quando as lagoas estão cheias. Mas o fato é que, independente da estação, os Lençóis Maranhenses são bonitos durante todo o ano!

Se encante ainda mais com o Maranhão além dos Lençóis.

Interessou? Hospede-se na Pousada Vila Tutóia. Bem localizada a 800 m da Praia da Barra e a 250 m do centro comercial da cidade, a pousada conta com café da manhã incluso na tarifa, piscina ao ar livre e balcão de turismo.


Convencido a percorrer mais de mil quilômetros e ser muito bem recompensado com cenários paradisíacos? Faça suas reservas com o Zarpo e viaje por toda a Rota das Emoções sem preocupações. Quando voltar, conte nos comentários qual atração mais marcante da viagem.

Autor

Amante do ecoturismo, a natureza é sempre seu destino preferido! Viaja para recarregar as energias, conhecer pessoas, trocar experiências e voltar para casa com um pouquinho de cada lugar dentro de si.

1 Comentário

  1. Maria Aparecida Tubaldini Responder

    Muito boa a reportagem. Já conheço Fortaleza e Piauí, o Delta. É lindo! Falta o Maranhão.

Escreva um comentário