O Brasil é um verdadeiro paraíso para o ecoturismo. Suas maravilhas naturais vão muito além das praias: corredeiras, cavernas, chapadas e cânions ganham, cada vez mais, os roteiros de viagem. Das aventuras na Floresta Amazônica à flutuação em Bonito, as possibilidades são infinitas. Leia mais sobre os destinos nacionais favoritos dos amantes da natureza!

Ecoturismo - Zarpo

Amazônia: o clássico do ecoturismo no Brasil

Floresta Amazônica – Amazonas
A maior floresta tropical do mundo, na região norte brasileira, é um dos principais destinos para ecoturistas

É simplesmente impossível não ter a Selva Amazônica entre os destinos para ecoturismo no Brasil. A Amazônia é referência em passeios de intenso contato com a natureza, afinal, trata-se da maior floresta tropical do mundo!

Para aprofundar-se na imensa flora e fauna presentes no bioma, vale conhecer o Parque Nacional do Jaú, que contempla toda a bacia hidrográfica do Rio Jaú, o Parque Nacional das Anavilhanas, que preserva o arquipélago fluvial homônimo, e o imperdível passeio que leva os turistas ao encontro dos rios Negro e Solimões.

Interessou? Hospede-se no Juma Amazon Lodge ou no Amazon Ecopark Jungle. Os dois hotéis oferecem uma experiência de total imersão na floresta, com passeios já inclusos na tarifa. Se preferir, veja todas as opções de hospedagem no Amazonas aqui.

Lençóis Maranhenses: o paraíso das dunas e lagoas

Lencóis Maranhenses
Em meio às dunas dos Lençóis Maranhenses, as águas da chuvas formam lagoas de águas cristalinas

O espetáculo que o turista encontra nos Lençóis Maranhenses, na região Nordeste, é único no mundo. As dunas de areia fina e branca se estendem pelo horizonte, mas o melhor ainda está por vir: as águas das chuvas se acumulam entre as dunas e formam lagoas de água doce e cristalina. O cenário é um verdadeiro oásis e seu auge é entre os meses de fevereiro a junho, quando as lagoas estão mais cheias.

Os roteiros mais procurados por lá são o Circuito da Lagoa Azul e o Circuito da Lagoa Bonita, que passam por diversas lagoas, cada uma com sua singularidade. A viagem pode ter até 15 dias (e ainda assim talvez não dê tempo de conhecer tudo!). O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses está a cerca de 255 km de São Luís, e faz parte da Rota das Emoções, que conta também com o Delta de Parnaíba e Jericoacoara.

Interessou? Hospede-se na Pousada Vila Tutóia. A pousada está em Tutóia e possui ótima localização para conhecer o Delta do Parnaíba e os Lençóis Maranhenses. Singela, conta com restaurante, piscina e balcão de turismo.

Leia no Mag sobre a Chapada das Mesas, outra opção de ecoturismo no Maranhão

Canindé de São Francisco: o “Oásis do Sertão”

Canindé de São Francisco - Ecoturismo no Brasil
O Cânion do Xingó, o maior atrativo da região, é resultado do represamento das águas do Rio São Francisco

Canindé de São Francisco se destaca no cenário do ecoturismo no Brasil pela proximidade com o Rio São Francisco e o Cânion do Xingó, belíssima formação que surgiu após o represamento das águas do rio para a construção da Usina Hidrelétrica do Xingó. A cidade no sertão sergipano, a cerca de 200 km de Aracaju, é de onde partem passeios de barco. Os enormes paredões avermelhados cercam as águas verdes, nas quais é possível nadar e praticar stand up paddle.

Além da diversão dentro d’água, no destino vale também realizar a Rota do Cangaço, que passa pela cidade vizinha, chamada Piranhas, por casas de taipas típicas na região, por pontos de venda de artesanato, trechos de caatinga e, como não poderia faltar, a Grota de Angico, onde Lampião, Maria Bonita e nove cangaceiros morreram.

Interessou? Hospede-se no Xingó Parque Hotel & Resort. Com vista para a hidrelétrica, o resort é All-Inclusive e possui bares, piscinas, playground, salão de jogos e academia, além de auxílio na organização de passeios na região.

Confira no Mag um roteiro completo por Canindé de São Francisco

Itacaré: o mar baiano e a natureza

Itacaré - Bahia - Ecoturismo no Brasil
Além de sol e mar, Itacaré também tem opções para os ecoturistas: a principal delas é a trilha até a Prainha

Quem achou que entre os lugares para ecoturismo no Brasil não teria um destino litorâneo se enganou. Itacaré, no sul da Bahia, é famosa especialmente entre os surfistas, mas as possibilidades vão muito além. Além do surf, o mar é palco para caiaque e stand up paddle, que também podem ser praticados em alguns rios da região. No Rio das Contas, inclusive, é possível, embarcar no rafting.

Circuitos de arvorismo, tirolesa e voos de parapente também são opções, além de trajetos de mountain bike e trilhas. A trilha mais famosa e imperdível tem cerca de 40 minutos e parte da Praia da Ribeira com destino à Prainha. Praticamente intocada pelo homem, ela é considerada uma das mais lindas praias nacionais. É aconselhável ir com um guia, por conta das bifurcações não sinalizadas.

Interessou? Hospede-se na Pousada A Casa de Gabriella ou na Pousada Tãnara. Ambas são pousadas intimistas, com ares de exclusividade e café da manhã incluso na tarifa. A primeira está a 700 m da Praia da Concha, e a segunda está a poucos metros da Praia da Tiririca.

Chapada dos Guimarães: natureza a perder de vista

Chapada dos Guimarães
A cachoeira Véu de Noiva é o principal cartão-postal do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

O Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso, não poderia faltar na lista de destinos para ecoturismo no Brasil. A chapada é ideal tanto para iniciantes no assunto quanto para os mais experientes. O acesso aos cenários naturais é fácil desde Cuiabá, a apenas 70 km. Nem parece que a cidade é tão perto! Os paredões forrados de vegetação se estendem a perder de vista e os mirantes para maravilhar-se com a paisagem são vários.

As cachoeiras Véu de Noiva e da Geladeira são as mais procuradas. Quem quiser ir além pode visitar ainda a Caverna Aroe Jari, a maior de arenito do Brasil, e a Gruta da Lagoa Azul. A visita pode ser em um dia, passando pelos atrativos principais da região, ou pode durar mais tempo: uma viagem inteira dedicada à Chapada dos Guimarães.

Interessou? Hospede-se no Malai Manso Resort. Com experiência All-Inclusive, o resort está às margens do Lago Manso, recortado pelos morros do Chapéu e do Navio. A infraestrutura é incrível e oferece 3 mil m² de complexo aquático, quadras esportivas, kids’ club, atividades de aventura e mais.

Bonito: a capital do ecoturismo no Brasil

Bonito - Mato Grosso do Sul
Entre os passeios e atividades por Bonito, a Gruta da Lagoa Azul se destaca pelas águas de cor viva

Bonito é referência quando o assunto é ecoturismo no Brasil! Com rios de águas cristalinas, grutas, trilhas e cachoeiras, o destino sul-mato-grossense é famoso especialmente pela flutuação, que acontece nos rios Sucuri e da Prata, na Nascente Azul e no Aquário Natural. Basta deixar-se levar pelas correntezas, enquanto é possível observar a fauna e flora subaquática com a ajuda de aparelhos de snorkeling.

Grutas também são grandes atrativos locais, principalmente a Gruta do Lago Azul, com águas cristalinas que, por conta da refração, ganham uma tonalidade belíssima. Para os mais experientes, o Abismo Anhumas é imperdível. Uma pequena fenda no chão revela 72 m a serem descidos de rapel. No fundo, o lago com 80 m de profundidade é um convite ao mergulho.

Interessou? Hospede-se na Pousada Galeria Artes ou no Zagaia Eco Resort. A pousada fica a 850 m do centro do destino, e é ótima opção quem quer explorá-lo intensamente. Já o resort é uma excelente pedida para quem deseja comodidade e lazer. Veja aqui outras hospedagens em Bonito disponíveis no Zarpo.

Confira no Mag um roteiro com os principais passeios de Bonito

Pantanal: uma viagem única pelo Centro-Oeste

Pantanal
Entre outubro e abril os rios alagam e inundam as planícies do Pantanal, um dos cenários mais exóticos do Brasil

O ecossistema do Pantanal, dividido entre o Brasil, o Paraguai e a Bolívia, é um dos mais diversos em solo nacional. São poucos os que não conhecem a sua maior característica: as imensas planícies inundadas no período de chuva, entre outubro e abril. Independente da época do ano, a visita vale a pena.

Considerado Patrimônio Natural Mundial e Reserva da Bioesfera pela UNESCO, no destino é possível pescar, nadar, observar jacarés, cavalgar e fazer passeios de barco e de caiaque. Por terra, a pedida é usar um veículo 4X4 pela incrível Estrada Parque, onde a observação da fauna e flora é protagonista. O acesso ao Pantanal é feito por cidades do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, entre elas Corumbá e Miranda.

Interessou? Hospede-se no Pantanal Jungle Lodge. No coração do ecossistema, o hotel foi construído sobre palafitas no Rio Miranda e a 8 km do acesso à Estrada Parque. A tarifa já inclui pensão completa e passeios e atividades como pesca de piranhas, safári fluvial, etc. Leia mais sobre a hospedagem no Mag.

Serra do Cipó: ecoturismo no “Jardim do Brasil”

Serra do Cipó - Minas Gerais
A 90 km de Belo Horizonte, o parque nacional abriga cachoeiras, rica flora e fauna ameaçada de extinção

A cerca de 90 km da capital mineira, a Serra do Cipó é ótima escolha entre os destinos para ecoturismo no Brasil! O Parque Nacional da Serra do Cipó é grandioso, tanto em tamanho (são mais de 33 mil hectares), quanto em possibilidades: a região, entre as bacias hidrográficas do Rio Doce e do Rio São Francisco, concentra muitas nascentes que resultam em rios, cachoeiras e cânions.

A altitude do parque varia de 600 a 1.670 m acima do nível do mar. Não faltam mirantes com vistas panorâmicas de tirar o fôlego! Não à toa, o paisagista Burle Marx apelidou o lugar de “Jardim do Brasil”. Em meio à rica fauna e flora local (muitas espécies em extinção, inclusive), destaque para as Cachoeiras da Braúma e da Farofa, e para o Cânion das Bandeirinhas.

Interessou? Hospede-se no Flor de Pequi Economic Inn. O hotel é perfeito para quem quer explorar a natureza, afinal, está a 3 km da entrada para o Parque Nacional da Serra do Cipó. A hospedagem inclui café da manhã, piscina, salão de jogos e bar.

Serra da Mantiqueira: as montanhas do Sudeste

Pico das Agulhas Negas - Itatiaia - Ecoturismo no Brasil
Picos como a Pedra da Mina, a Pedra do Baú e o Pico das Agulhas Negras (foto) marcam a Serra da Mantiqueira

A Serra da Mantiqueira é responsável por boa parte das paisagens naturais mais belas da região Sudeste. A serra é formada por uma cadeia de montanhas que se estende por São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, do Parque Nacional do Itatiaia ao Parque Estadual de Campos do Jordão. A área é um prato cheio para o ecoturismo no Brasil: a vegetação, as nascentes, cachoeiras e formações rochosas, como Pedra da Mina, Pico das Agulhas Negras e Pedra do Baú, são cenário de trilhas a pé e de veículo 4×4, cavalgadas e escaladas.

Além do contato com a natureza, a região é querida também pelas charmosas cidades, que combinam especialmente com as baixas temperaturas do inverno. A arquitetura em estilo europeu e a gastronomia são destaques da experiência por destinos como Campos do Jordão, Monte Verde, Gonçalves e São Bento do Sapucaí.

Interessou? Hospede-se no Castelo Nacional Inn, no Hotel Serraverde ou na Pousada Vida Verde. Em Campos do Jordão, Pouso Alto e Gonçalves, respectivamente, os três combinam perfeitamente com o destino. Se preferir, confira no Zarpo mais opções de hospedagem.

Foz do Iguaçu: lar das Cataratas, preciosidade nacional

Foz do Iguaçu - Paraná
Trilhas, passeios de barco, rafting e rapel estão entre as atividades possíveis nas Cataratas do Iguaçu

Quando se fala em Ecoturismo no Brasil, é inevitável pensar em Foz do Iguaçu e em suas 275 quedas d’água, uma das sete maravilhas naturais do mundo. Do lado brasileiro, o Parque Nacional do Iguaçu possui 185 mil hectares de natureza, além de mirantes para as cataratas. Quem quiser ir além pode apostar no Macuco Safári, passeio de barco que leva os turistas até o nível das quedas, nas trilhas e nas atividades de maior adrenalina, como rafting e rapel.

No lado argentino, não pense que é mais do mesmo: além de novos ângulos para o espetáculo, a visita vale a pena pela Garganta do Diabo, a queda com maior volume de água do conjunto. Para completar a experiência no destino, o Parque das Aves, em solo nacional, possui viveiros com diversas espécies de pássaros, além de borboletas e répteis.

Interessou? Hospede-se no Bourbon Cataratas Resort ou no Mabu Thermas Resort. Ambos possuem incrível infraestrutura de lazer para todas as idades, além de fácil acesso ao Parque Nacional do Iguaçu. Confira no Zarpo mais opções de hospedagem em Foz do Iguaçu.


Já conheceu algum desses destinos? Comente abaixo como foi a sua viagem! Para planejar o próximo destino, confira no Zarpo todos os hotéis na coleção Ecoturismo.

Autor

Fascinada por metrópoles (São Paulo <3) e por histórias, gosta de achar turismo em lugares pouco óbvios, mas também não dispensa passeios em cartões-postais, comprinhas e jantares românticos.

Escreva um comentário