O estado de Alagoas tem incontáveis cenários de tirar o fôlego – da Lagoa do Roteiro às piscinas naturais de Maragogi. Entre tantos paraísos, lá está São Miguel dos Milagres. 

O destino no litoral norte alagoano é um dos mais preservados, exclusivos e tranquilos da costa do estado. Se a sua viagem perfeita inclui mar cristalino, piscinas naturais e muito sossego, São Miguel dos Milagres será a sua escolha

Conheça a seguir mais sobre a região.

Home - Slider 1

Planeje a viagem para São Miguel dos Milagres

São Miguel dos Milagres fica entre Maceió e Maragogi. Da capital do estado está a 100 km, cerca de 2h de carro. Já de Maragogi são 40 km, pouco mais de 1h de carro, incluindo trecho de balsa. 

Se quiser conhecer o destino enquanto estiver em Alagoas, o Zarpo Mag tem outro conteúdo que pode ajudar! Leia mais tarde: O melhor de Maragogi, o “Caribe Brasileiro”.

Milagres faz parte da Área de Preservação Ambiental Costa dos Corais, que abrange o litoral norte de Alagoas e o sul de Pernambuco, incluindo Maragogi e a Praia dos Carneiros. A APA tem como objetivo proteger os recursos naturais e suas paisagens, orientando e conduzindo o desenvolvimento e as atividades lá realizadas.

É possível conhecer São Miguel dos Milagres em passeios bate-volta e também como parte de roteiros que têm início em Recife e terminam em Maceió (ou vice-versa). Outra opção é escolher o destino como o único da viagem, e aproveitar ao menos 4 dias para explorar cada detalhe.

A melhor época para viajar para São Miguel dos Milagres é durante o verão, quando as temperaturas estão máximas e o mar mais cristalino. Nos meses de dezembro e janeiro, porém, o número de turistas pode ser grande. Assim, prefira os meses de outubro e novembro. Vale evitar o período de abril a setembro, quando as chuvas são mais frequentes. 

O que fazer em São Miguel dos Milagres

Praia de São Miguel dos Milagres
Praias, piscinas naturais e passeios são parte dos dias de calmaria em São Miguel dos Milagres

Não é preciso dizer que as praias são os principais atrativos de Milagres, certo? E que atrativo! Com mar azul e piscinas naturais, a viagem promete o clima paradisíaco perfeito.

Principais praias

Há quem diga que São Miguel dos Milagres tem as praias mais bonitas do Brasil. Entre as principais está a Praia de Porto da Rua, que fica próximo a vila de Porto da Rua, parte do município.

Para um cenário mais paradisíaco e tranquilo, outras praias se destacam. Vale conhecer a Praia de São Miguel dos Milagres e a Praia do Toque, de onde saem passeios de jangada para conhecer as piscinas naturais. 

Mais ao sul, visite também a Praia do Riacho e a Praia do Marceneiro, esta segunda local onde fica a Capela dos Milagres, que ganhou fama após o casamento de celebridades. Não é possível visitá-la, mas a pequena construção torna a paisagem charmosa.

Mar azul da Praia do Patacho, uma das principais da região de São Miguel dos Milagres
A Praia do Patacho é uma das favoritas, graças ao mar azul, às piscinas naturais e ao clima de exclusividade

Já ao norte, a cerca de 10 km de São Miguel dos Milagres e próximo ao município de Porto de Pedras, fica a Praia da Laje e a famosa Praia do Patacho, ambas com clima de exclusividade e mar em tons de azul e verde. De lá também saem passeios para as piscinas naturais.

Para conhecer várias praias em poucas horas e ainda curtir uma experiência divertida, aposte em passeios de buggy; já para um passeio mais tranquilo, bicicletas são uma boa opção.

Piscinas naturais

Vista aérea das piscinas naturais de São Miguel dos Milagres
São três diferentes conjuntos de piscinas naturais que podem ser visitados com passeios de jangada

O nome “Costa dos Corais” já dá a dica: todo o trecho de litoral pertencente à área é emoldurado por barreiras de corais que formam deliciosas piscinas naturais. Além de curtir o mar tranquilo e raso, vale fazer passeios para chegar às piscinas formadas a alguns quilômetros da praia.

É possível conhecer as piscinas naturais de São Miguel dos Milagres, do Toque e do Patacho. Os passeios, realizados em jangadas simples, prometem uma rica experiência de observação da vida marinha, especialmente para quem mergulha com snorkel. 

Ao programar o dia e o horário para realizá-los, não deixe de conferir a tábua de marés. Na maré baixa as piscinas são mais rasas e a visibilidade dos peixinhos é melhor.

Santuário do Peixe-Boi

Fundada em julho de 2009, a Associação Peixe-Boi é responsável pelo Santuário do Peixe-Boi. O local fica no Rio Tatuamunha, a cerca de 7 km de São Miguel dos Milagres, e, ao visitá-lo, turistas conseguem ver de perto os animais, que estão em risco de extinção. 

O passeio começa com um pequeno trecho a pé pelo manguezal. Já no trajeto de barco pelo Rio Tatuamunha, é possível avistar os simpáticos peixes-bois. Em seguida, chega o momento de visitar os recintos de readaptação, onde ficam os animais que ainda não estão preparados para viver sozinhos. 

Além dos peixes-bois, grandes estrelas do passeio, a natureza ao redor também tem destaque. Para saber mais e agendar visitação, acesse o site da associação.

Endereço | Rua Luiz Ferreira Dorta, 25 – Tatuamunha, Porto de Pedras (AL)
Telefone | (82) 3298-6247

Onde se hospedar em São Miguel dos Milagres

Piscina azul com um quiosque ao lado, no Angá Beach Hotel
Singelo e charmoso, o Angá Beach Hotel tem ótima localização à beira-mar e comodidades completas

Uma dica de hospedagem em São Miguel dos Milagres é o Angá Beach Hotel, à beira da Praia Porto da Rua. 

Charmoso, o hotel conta com serviço de praia, duas piscinas (uma delas infantil) e bar com menu de drinks e petiscos. Seu restaurante, à beira-mar e aberto ao público, serve o café da manhã incluso na tarifa e também as demais refeições, com custo à parte.

Para tornar a viagem completa, o hotel tem parcerias com empresas locais, garantindo muita praticidade ao reservar passeios às piscinas naturais, passeios de buggy, de bicicleta, a cavalo e mais. 


Encantado por São Miguel dos Milagres? Reserve no Zarpo a sua próxima viagem para o trecho mais exclusivo e paradisíaco do litoral alagoano. 

Isabella Marques

Fascinada por metrópoles e por histórias, gosta de achar turismo em lugares pouco óbvios, mas também não dispensa passeios em cartões-postais, comprinhas e jantares românticos.

Escreva um comentário