Uma viagem para a Bahia pelas Costas, do Descobrimento ao Dendê

Uma viagem para a Bahia pelas Costas, do Descobrimento ao Dendê

A Bahia nos deu as sabidas baianas da umbanda e do candomblé, nos deu o Carnaval ao som do Olodum, as obras Gil e Caetano, Jorge Amado e João Ubaldo, nos deu o dendê, o acarajé e o axé dos orixás. Grande em riqueza e tamanho, o estado ocupa o quinto lugar entre os maiores estados brasileiros. Seu nome dá uma grande pista do que a região reserva: baía. São cinco costas que desenham o litoral e guardam as mais incríveis praias, reservas ecológicas e ilhas. Com uma visão geográfica, a Magazine analisou as costas baianas – pontos turísticos, municípios, monumentos, hospedagens e aeroportos – para que a próxima viagem para a Bahia seja, literalmente, histórica.

Igreja Nosso Senhor do Bonfim

Considerada o primeiro lugar onde os portugueses pisaram, o estado cresceu marcado pelas lutas do povo negro, escravidão e preconceito. Mas não por isso ele se deu por vencido, a beleza das matas que também é do povo emociona até hoje todos os visitantes. Uma viagem para a Bahia é garantia de encanto pela mãe-terra das culturas populares brasileiras e areias internacionalmente conhecidas. Prepare-se para começar sua jornada baiana com a Magazine!

A viagem para a Bahia começa em Salvador

Praia da Barra - Bahia

A Baía de Todos-os-Santos é, normalmente, a primeira parada em qualquer viagem para a Bahia. Ela é lar da capital do estado, Salvador, e permite fácil acesso ao aeroporto internacional homônimo à capital. 56 ilhas compõe a baía, além de 1,2 mil km² de águas mornas. A diversidade natural é grande e o cartão de visita conta com bananais, manguezais e recifes de corais. O tour não acaba aí e inclui também os endereços de grandes pontos turísticos como o Mercado Modelo e o Pelourinho, municípios famosos, o caso de Candeias e Maragogipe, e as diversas ilhas, entre elas Itaparica e Frades.

Club Med Itaparica

Para combinar com a extensão da baía – ela possui 800 km² sendo a maior do país – a zona hoteleira oferece opções para todos os gostos e estilos de viagem. Na linha dos renomados resorts, é possível hospedar-se no Club Med Itaparica, na Ilha de Itaparica. A hospedagem é um bom exemplo do trajeto continente/ilha com serviço de transfer a partir do aeroporto e balsa até o resort. O trajeto dura, em média, 2h e a ilha está a cerca de 1h de barco de Salvador. A boa notícia é que, além de pertinho, a hospedagem é All-Inclusive! Ou seja, preocupações nulas.

Fera Palace Hotel

Caso a proposta puxe para o agito, há excelentes opções na capital. Uma delas é o Fera Palace Hotel. Charme e luxo são carros-chefes da hospedagem que tem localização privilegiada ao lado do Pelourinho e na Rua Chile, a primeira rua do Brasil! Ele foi reinaugurado em 2016 no corpo do antigo Palace Hotel, a hospedagem icônica que já hospedou até Carmen Miranda. A beleza histórica e a qualidade encantam tanto quanto sua cobertura com vista para a baía!

Costa dos Coqueiros, as belezas do norte baiano

Costa dos Coqueiros

Rodrigo Vasconcellos / Flickr CC-BY

A cerca de 60 km de Salvador, a Costa dos Coqueiros está ao norte da Baía de Todos-os-Santos. Para chegar a ela recomenda-se também o desembarque no aeroporto da capital, acompanhado de um trajeto de carro de aproximadamente 50 minutos (tempo que pode variar conforme o destino escolhido). A região carrega nomes famosos e uma zona hoteleira de respeito! Guarajuba é conhecida pelo clima descontraído, os quiosques e as ondas perfeitas para o surf. Enquanto a Praia do Forte é atraída pelos visitantes humanos e animais. A praia não é querida apenas pelos turistas, mas também pelas baleias Jubarte, que podem ser vistas no local entre junho e setembro.

Grand Palladium Imbassaí

A Praia do Forte está na região da Mata de São João, um dos principais municípios da Costa dos Coqueiros e indispensável ao tour de uma viagem para a Bahia. Área de reserva da Mata Atlântica, ele é banhado especialmente pelo mar e pelos rios Ipojuca e Imbassaí. Passeios de canoa, mergulhos em lagoas e cachoeiras fazem parte da identidade local. É nele que se encontra a Praia de Imbassaí que banha o Grand Palladium Imbassaí. O All-Inclusive combina com a localização e garante o sossego, as delícias baianas e privilégios como SPA, espetáculos noturnos e 11 bares!

Sauípe Resorts

20 km mais a frente chegamos à Costa do Sauipe. Praias cristalinas, semi desertas e de mar aberto, pequenas pousadas, dunas de areia e passeios de buggy compõe a rotina do Sauípe. O lugar é tão bonito que foi imortalizado pela telenovela Tieta (1989 – 1990), inspirada na obra do escritor baiano Jorge Amado. A zona hoteleira da região trabalha entre grandes resorts e pequenas pousadas. Um dos destaques é o Sauípe Resorts. Dividido em quatro alas, ele oferece 10 piscinas, entretenimento infantil e esportes aquáticos. Como não poderia ser diferente, a hospedagem é à beira-mar.

Costa do Dendê, o fruto mais famoso da Bahia

Península de Maraú

A Costa do Dendê é uma das costas mais bonitas da Bahia. Sua localização, no entanto, exige um pouco de organização. Ao sul da Baía de Todos-os-Santos, só é possível chegar combinando transportes: catamarã, ônibus ou carro e estradas de terra. O trajeto vale a pena e a maior recompensa da Costa do Dendê são piscinas naturais de águas cristalinas. O nome deixa claro sua origem, o azeite de dendê, que é extraído do fruto que nasce nesta região. Morro de São Paulo, Boipeba e Península de Maraú, três protagonistas de qualquer viagem para a Bahia, são acessíveis por aqui!

Patachocas Beach Resort

Morro de São Paulo é uma vila fundada em 1535. Suas duas praias mais famosas são a Segunda e a Quarta Praia. A primeira perfeita para os ânimos mais agitados e para aqueles que não dispensam uma caipirinha à beira-mar (a infraestrutura da praia é excelente!). A segunda é ideal para quem busca tranquilidade e piscinas naturais. É nela que está o Patachocas Beach Resort, que conta com restaurante de vista para o mar, piscina e passeios ecológicos. Para chegar nessa parte do Morro de São Paulo recomenda-se o desembarque no Aeroporto Internacional de Salvador, com o trajeto intermediário feito de avião particular, catamarã ou semiterrestre. Os caminhos duram em torno de 25 minutos, 2h e 3h30 de viagem, respectivamente. É importante lembrar que malas grandes e de rodinhas não são bem-vindas por causa da chegada íngreme ao cais!

Butterfly House Bahia

A Península de Maraú é outra amada dos roteiros baianos, com um acesso menos delicado. Barra Grande é a porta da península, onde os turistas têm opções de lojinhas, restaurantes e bares em um centro típico de praia: pé na areia! Ali é possível mergulhar em um mar tranquilo, conforme a época do ano, e apreciar a baía de Camamu. O acesso à Península de Maraú é feito de carro ou lancha. Dessa vez é melhor descer no Aeroporto de Ilhéus (há voos diretos de diversas capitais brasileiras) e pegar um táxi até o destino final. Se preferir pelo passeio, é possível chegar pelo mar, com lanchas terceirizadas que saem de Camamu a Barra Grande, em trajetos de 30 minutos. Entre as hospedagens, o Butterfly House Bahia dá as charmosas boas-vindas com dois bares, piscina rodeada de palmeiras e um restaurante assinado pelo chef Elias Feitosa!

Costa do Cacau, a Ilhéus de Jorge Amado

Itacaré - Bahia

Já distante da capital, cerca de 300 km, a Costa do Cacau é a próxima na linha geográfica do litoral, e destino quase que obrigatório em uma viagem para a Bahia. Permeada de coqueirais e falésias, ela é composta por oito municípios, entre eles: Canavieiras, Ilhéus e Una. Além da flora deslumbrante, a fauna traça seu destaque com vinte espécies de peixes exclusivas do litoral sul da Bahia. Na viagem, pode ficar tranquilo! O acesso à Costa do Cacau é mais fácil que outras regiões. É possível chegar de carro, a partir de Salvador, ou de avião pelo Aeroporto de Ilhéus (ele possui voos diretos de Salvador, além do resto do Brasil) seguido de trajetos menores de carro até os municípios.

Tororomba

A cidade da Bahia, negra e religiosa, é quase tão misteriosa como o verde mar”, escreveu Jorge Amado em sua obra “Capitães da Areia”. Um dos maiores expoentes da literatura modernista nasceu na Bahia e se apaixonou por Ilhéus. A cidade que é pano de fundo para obras icônicas como “Gabriela, Cravo e Canela” hoje guarda um museu em homenagem ao autor. Não é difícil entender o porquê de tanto amor. A capital do cacau encanta com seu centro histórico, suas fábricas de chocolate artesanal e praias! Dos Milionários, Cururupe e Back Door são imprescindíveis à visita. Se o destino final for Ilhéus, que tal uma estadia no Tororomba? À beira da Praia de Canabrava, 50 mil m² de diversão aquática, esportiva e gastronomia com opção de pensão completa fazem parte da viagem.

Pousada Tãnara

Em uma viagem para a Bahia é comum apreciar a beleza natural junto à carga histórica. Esse é o caso de Canavieiras, repleta de casarões históricos e com restaurantes típicos. A região-destaque seguinte é Itacaré. Referência quando o assunto são praias, ela oferece desde as urbanas até as mais selvagens. A Pousada Tãnara é uma opção de hospedagem no município. À beira da cristalina Praia da Tiririca, ela aconchega os hóspedes com acomodação de vista para o mar, café da manhã e serviço de massagem!

Costa do Descobrimento, em 1500 foi Cabral hoje são tripulantes Zarpo

Porto Seguro - Bahia

Tombada como Patrimônio Natural Mundial pela Unesco, a Costa do Descobrimento recebeu esse nome bem depois que, em 1500, a expedição de Pedro Álvares Cabral avistou o Monte Pascoal. Como suas vizinhas, a flora é imensa: piscinas naturais, recifes de corais, rios e praias. Porto Seguro é uma das cidades mais conhecidas quando o assunto é viagem para a Bahia. Ela conta com um aeroporto homônimo que torna o acesso mais fácil.

 Porto Seguro Eco Bahia

Os municípios são bem variados e contemplam opções desde vida noturna até quietas vilas de pescadores. Porto Seguro é destino de farra e movimento. A cidade oferece, além de bela paisagem, uma vasta vida noturna repleta de bares, música ao vivo e clima de boemia. A zona hoteleira é rica assim como o comércio local. O Porto Seguro Eco Bahia é uma das opções de hospedagem. Privilegiado, ele é o único hotel no Sítio Histórico do Descobrimento e conta com mais de 120 mil m² de piscinas, quadras e espaço kids.

Villas de Aragon

Diminuindo a velocidade, Arraial d’Ajuda é um pequeno vilarejo com acesso de Porto Seguro por uma balsa. Caraíva segue o mesmo conceito e atrai os turistas pelo sossego, o centro pé na areia e as paisagens únicas. Mas, o trajeto até lá não é fácil! Requer, além do avião até Porto Seguro, uma parte de carro ou buggy e outra de barco. Ficou interessado? Entenda um pouco mais sobre o destino nesse artigo especial do Mag! Enquanto isso, Trancoso é acessível de carro. O hotel Villas de Aragon resume bem o clima da praia: destino paradisíaco, arquitetura histórica e muita tranquilidade.

Costa das Baleias, encanto de gringos a baleias Jubarte

Costa das Baleias

Imagem ilustrativa

Enfim, no extremo sul do estado, chegamos à Costa das Baleias. Em todas as épocas do ano uma viagem para a Bahia é maravilhosa, mas neste caso é melhor optar entre julho e novembro. O porquê está no nome! A época é perfeita para observar as baleias que vem às águas mornas baianas para procriar. Além das belezas locais, a costa é agraciada com o arquipélago de Abrolhos, a cerca de 70 km mar adentro. Ele é o local ideal para os mergulhadores, os mais experientes podem se aventurar pelos corais, e antigos navios e cavernas submersas!

Costa das Baleias - Mergulho

Bruno Oliveira / Flickr CC-BY

Sua sede de acesso e mergulho está no primeiro município: Caravelas. Onde é possível chegar de carro ou barco. O aeroporto mais recomendado é o de Porto Seguro, devido a maior opção de voos, mas há também o aeroporto homônimo da cidade de Teixeira de Freitas. Ele está a cerca de 80 km de Caravelas e opera com voos diretos de Confins, Minas Gerais. O mesmo caminho pode ser usado para as demais regiões. Como, por exemplo, Nova Viçosa! Distante cerca de 815 km de Salvador, ela é marcada por suas praias que chegam a ter 300 m de largura na maré baixa, algumas com infraestrutura de comidas e bebidas.

Abrolhos - Bahia

Prado é o município seguinte. Fundado em 1755 basta uma caminhada por ele para apreciar calçadas de pedras e igrejas. Para o passeio, um quê a mais… próximo às falésias Prado permite uma eco aventura pelos manguezais, riachos e lagoas de água doce locais. Alcobaça é a terceira opção, mas a primeira dos colonos europeus. A antiga e charmosa vila reserva edifícios antigos e muita história, sustentada de agropecuária e pesca. Por último, Mucuri é a região menos desenvolvida. Mas, não por isso, menos bonita! Em termos de hospedagem, a Costa das Baleias oferece de maneira geral pousadas pequenas e rústicas. Para se desligar da rotina e viver de verdade o território baiano, o destino é aqui!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *