Uma das maneiras mais eficazes para conter o avanço do novo coronavírus é permanecer em casa. Para atravessar a quarentena de forma mais prazerosa, é importante direcionar a atenção para atividades produtivas e envolventes. Entre elas, a leitura é uma das melhores companheiras àqueles que amam conhecer novos lugares.

Pensando nisso, o Magazine preparou uma lista com 10 livros sobre viagem, perfeitos para dar a volta ao mundo sem precisar sair do sofá. Todos as obras indicadas estão disponíveis nas melhores livrarias virtuais.

Mas Você Vai Sozinha?, de Gaía Passarelli

Mas Você Vai Sozinha?, livro de Gaía Passarelli.
Foto: Divulgação / Globo Livros

Baseado nas experiências da jornalista cultural e ex-VJ da MTV Gaía Passarelli, o primeiro livro sobre viagem de nossa lista já se define pelo título. Quando uma mulher decide viajar sozinha, quase sempre a pergunta que dá nome à obra vem à tona. Composto por crônicas bem-humoradas, o livro aborda desde os desafios de ser mulher até reflexões sobre a importância dos momentos introspectivos. E, é claro, tudo isso acompanhado por relatos de viagens aos mais diferentes lugares do mundo, como São Francisco, Medellín, Kanyakumari e até mesmo Paranapiacaba.

Viagem a Portugal, de José Saramago

Viagem a Portugal, livro sobre viagem escrito por José Saramago.
Foto: Divulgação / Companhia das Letras

“o fim de uma viagem é apenas o começo de outra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que já se viu, ver na primavera o que se vira no verão, ver de dia o que se viu de noite… É preciso voltar aos passos que foram dados, para os repetir, e para traçar caminhos novos”. Escrito por um dos maiores mestres da literatura contemporânea, Viagem a Portugal é fruto da união entre a crônica, a narrativa e a sensibilidade poética de Saramago. Entre outubro de 1979 e julho de 1980, o autor percorreu os quatro cantos do país com apenas dois objetivos em mente: observar e absorver.

Encaramujado, de Antonio Lino

Encaramujado, livro sobre viagem escrito por Antonio Lino.
Foto: Divulgação / Antonio Lino

Já imaginou viajar o Brasil de Norte a Sul e de Leste a Oeste em uma Kombi? O que para alguns parece loucura, para Antonio Lino, autor de Encaramujado, tal façanha se tornou a aventura mais significante de sua vida. Além de revelar as inúmeras facetas que compõem o Brasil, os pequenos contos, quando reunidos, servem como guia para conhecer as infinitas possibilidades que o país tem a oferecer. Entre as frases mais poderosas contidas na obra, uma delas serve como uma luva para o momento atual: “paredes não aprisionam espíritos livres”.

Confira 15 filmes sobre viagem para assistir durante a quarentena

O Grande Bazar Ferroviário, de Paul Theroux

O Grande Bazar Ferroviário, de Paul Theroux.
Foto: Divulgação / Quetzal Editores

Publicado em 1975 e considerado um dos melhores livros sobre viagem da literatura moderna, O Grande Bazar Ferroviário consegue, como poucas obras, transmitir as sensações proporcionadas por uma grande viagem. A bordo de um trem com partida da icônica Victoria Station, em Londres, Paul Theroux vai em direção ao continente asiático, passando por países como Irã, Afeganistão, Índia, Tailândia, Vietnã e Japão. Com um narrador praticamente ausente, a obra tem como objetivo descrever e analisar tudo o que está ao redor do autor, desde passageiros no trem até conversas profundas sobre as culturas locais.

Um Lugar Na Janela, de Martha Medeiros

Um Lugar Na Janela, livro sobre viagem de Martha Medeiros.
Foto: Divulgação / L&PM

Ler Um Lugar Na Janela é como viver as lembranças mais afetuosas de uma viajante apaixonada pelo mundo. Íntimo e verossímil, o livro reúne crônicas sobre as viagens da poetisa Martha Medeiros, realizadas nos mais distintos momentos de sua vida. Com relatos de diferentes estilos de viagem, a autora mostra que, independentemente da idade, da companhia e do planejamento, o que realmente importa é nunca abrir mão do espírito aventureiro.

Conheça 10 museus sem sair de casa

Lugares Distantes: Como Viajar Pode Mudar o Mundo, de Andrew Solomon

Lugares Distantes, escrito por Andrew Solomon.
Foto: Divulgação / Companhia das Letras

Ao unir antropologia e relatos de viagens, Lugares Distantes é um prato cheio para quem gosta de política e história. O livro, escrito ao longo de mais de 20 anos e baseado nas viagens do autor, aborda diversos países do mundo, todos eles com uma característica em comum: sociedades que sofreram, no passado recente, grandes transformações político-culturais. Andrew Solomon, autor do premiado O Demônio do Meio-Dia, busca, por meio de personagens e relatos históricos, analisar as particularidades de lugares como União Soviética, África do Sul, Brasil, China e Líbia.

Mar Morto, de Jorge Amado

Mar Morto, de Jorge Amado.
Foto: Divulgação / Companhia das Letras

A Bahia transborda cultura, tradição e espiritualidade. Essa identidade se deve, entre outras personalidades, ao escritor Jorge Amado e ao cantor e compositor Dorival Caymmi. A história dos dois se cruza graças a Mar Morto, um dos primeiros livros do autor, escrito quando ele tinha apenas 24 anos. Com o cais de Salvador como pano de fundo, o poema em prosa conta a história de Guma, um marinheiro valente e ciente de seu destino: trabalhar e morrer no mar. Anos depois, em 1959, Dorival lançou a canção É Doce Morrer No Mar, inspirada no livro. As obras se completam como uma verdadeira ode ao mar.

Viajando com Charley, de John Steinbeck

Viajando com Charley, livro sobre viagem de John Steinbeck.
Foto: Divulgação / Grupo Editorial Record

Quando um vencedor do Nobel de Literatura decide, aos 58 anos, atravessar um país inteiro em um motorhome, podemos ter certeza que um ótimo livro sobre viagem está a caminho. Na companhia de seu poodle Charley, John Steinbeck cruzou os Estados Unidos de leste a oeste em uma viagem de três meses, de Nova York à Califórnia. Registrada em um diário de viagem e posteriormente transformada em livro, a aventura é mais do que uma reunião de impressões pessoais e conversas com desconhecidos: é um retrato dos EUA da década de 1960.

6 apps para aprender idiomas e se preparar para a próxima viagem

Cem Dias Entre Céu e Mar, de Amyr Klink

Cem Dias Entre Céu e Mar, de Amyr Klink.
Foto: Divulgação / Companhia das Letras

Além de estar entre um dos melhores navegadores do mundo, o brasileiro Amyr Klink também se destaca por sua carreira literária. Em Cem Dias Entre Céu e Mar, o autor conta em detalhes como foi cruzar o Atlântico a bordo de um pequeno barco a remo, do sul da África à Bahia. Durante mais de três meses no mar, Amyr enfrenta desde a solidão absoluta até tempestades, ameaças de tubarões e ondas gigantes. Ao lado das aventuras, o autor descreve também os momentos mais significantes dos 6.500 km de trajeto, como pores do sol pitorescos e a sensação de profunda conexão com a natureza.

On the Road, de Jack Kerouac

On the Road, livro sobre viagem de Jack Kerouac.
Foto: Divulgação / L&PM

Considerado um dos livros mais influentes da segunda metade do século XX, On the Road narra, quase que de maneira autobiográfica, as viagens de Jack Kerouac e Neal Cassady pelas estradas dos Estados Unidos e México. Lançado em 1957, a obra rapidamente se tornou um manifesto para o movimento beatnik, marcado por jovens anti-conformistas e anti-materialistas. Além da relação com os beats, o livro serviu também como inspiração para diversos outros movimentos artístico-culturais, como o hippie, o rock e o punk. Acima de tudo, On the Road é sobre a busca incansável pela liberdade e pelo direito de ser.


Vai ser difícil controlar a vontade de arrumar as malas e cair no mundo! Inspire-se para a próxima viagem e confira no Zarpo hotéis e resorts com datas para o 2° semestre e também para 2021.

Home - Slider 1
Gabriel Sanchez

Observador nato, é fascinado por metrópoles e suas diversas manifestações artístico-culturais. Acredita que viajar é uma forma de compreender a si mesmo e a essência humana.

Escreva um comentário