Zarpo Magazine

Após os quase três séculos do domínio português no Brasil, pode-se dizer que o nosso país abriga inúmeras heranças arquitetônicas do período colonial. E todas elas estão presentes nas encantadoras cidades históricas.  

Como recusar passeios pelas ruas e vielas de paralelepípedo cercadas por imponentes casarões, museus com vasto acervo histórico e igrejas centenárias? O Mag reuniu 10 cidades históricas do Brasil para conhecer nas férias, além de ótimas opções de hotéis. Confira a seguir mais sobre os destinos e as hospedagens. 

Petrópolis, RJ

Foto do Museu Imperial de Petrópolis
A cerca de 1h do centro do Rio de Janeiro, a primeira visita na cidade é ao Museu Imperial de Petrópolis!

A cerca de 70 km do Rio de Janeiro, a cidade de Petrópolis respira a história do período imperial e oferece aos visitantes uma infinidade de passeios culturais! O destino foi fundado em março de 1843 por D. Pedro II e era o local favorito do imperador durante os meses mais quentes do ano, por conta do clima mais ameno e da vegetação exuberante. 

As principais atrações estão no centro histórico, começando pelo Museu Imperial de Petrópolis, a antiga casa de veraneio da família imperial. Mais a frente está a Catedral de São Pedro de Alcântara, construída em homenagem ao santo padroeiro. Bem próximo, o Palácio de Cristal foi um presente à Princesa Isabel, encomendado pelo Conde D’Eu. 

Foto Palácio Quitandinha
Outro ponto que não pode faltar no roteiro pelo destino é ao Palácio Quitandinha, atual sede do Sesc-RJ

Continuando o passeio, o próximo ponto a se visitar é a Igreja Luterana de Petrópolis, também no centro do destino, é o templo religioso mais antigo da cidade, construído em 1862. Em seguida, conheça o Palácio Quitandinha, que foi planejado para ser o maior hotel-cassino da América Latina e cumpriu este papel por muitos anos. Atualmente, o local é administrado pelo Sesc RJ, e oferece programação cultural aberta ao público. 

Outra dica de passeio é caminhar pelo centro histórico observando os tipos de construções e as placas em frente às casas, que contam mais detalhes sobre o período de construção e os moradores. Uma parada obrigatória é a Casa da Ipiranga, que pertenceu a um grande exportador de café e foi a primeira da cidade a ter energia elétrica. 

Quer mais história? Então não deixe de conhecer a Casa do Visconde de Mauá que, além de hoje ser a sede da Secretaria da Educação, promove eventos culturais gratuitos. Já a Casa de Santos Dumont é indispensável no roteiro. A escada de acesso à residência foi elaborada para que os visitantes entrassem somente com o pé direito e o chuveiro foi projetado pelo aeronauta para aquecer a água à álcool. 

Paraty, RJ

Paraty
Também no RJ, Paraty é um encanto do início ao fim! Comece visitando o Centro Histórico da cidade

Patrimônio Histórico Nacional e reconhecida pela Unesco como o conjunto nacional barroco mais harmonioso do mundo, a cidade de Paraty é surpreendente! O destino está no Rio de Janeiro, entre as capitais paulista e fluminense, a cerca de 250 km das cidades.  

O principal ponto turístico é o Centro Histórico de Paraty, onde, em meio às ruas “pé de moleque”, estão construções coloniais, casarões coloridos, paredes caiadas e igrejas centenárias. Vale visitar a Igreja Nossa Senhora dos Remédios, a Igreja de Santa Rita, principal cartão-postal da cidade, a Casa do Príncipe e a Casa da Cultura

Para não se perder e conhecer melhor as atrações, a dica é fazer o Free Walking Tour. Todo o roteiro é a pé e acontece todos os dias, exceto às quartas-feiras. São dois horários de saída, um às 10h e outro às 17h, e o passeio tem duração de 2h. Já o valor do passeio é opcional, ou seja, os turistas pagam o quanto acham que valeu a experiência. 

Foto praia em Paraty
O melhor dos dois mundos! Curta as praias de Paraty após os passeios, são mais 300 opções à escolha

Depois de aproveitar os encantos históricos, é hora de curtir momentos à beira-mar. São 300 praias, 65 ilhas e uma enorme área de Mata Atlântica com cachoeiras e trilhas. Não deixe de conhecer a Praia do Pontal e a Praia do Jabaquara, perto do centro histórico. 

As demais praias e ilhas da região são acessíveis por barco, então a dica é entrar em contato com agências de turismo. O roteiro mais comum é rumo à Praia Vermelha, à Ilha Comprida e Duas Irmãs, ao Saco do Mamanguá e à Lagoa Azul

Confira esses e outros passeios para fazer em Paraty

Onde se hospedar em Paraty? A 3 km do Centro Histórico e das praias do Pontal e Jabaquara, o Refúgio Tropical Pousada é uma excelente opção de estadia. Os hóspedes aproveitam piscina climatizada, bar, área de lazer infantil, empréstimo de bicicletas e área de descanso no jardim. Para completar, o café da manhã está incluso na tarifa. 

Ouro Preto, MG

Foto Ouro Preto
Reconhecida pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade, Ouro Preto é uma viagem no tempo!

A pouco mais de 100 km de Belo Horizonte, Ouro Preto reúne o maior e mais importante acervo da arquitetura e da arte do período colonial brasileiro, e, por isso, é reconhecida pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade. A cidade foi fundada no século XVII por bandeirantes e seu primeiro nome foi Vila Rica de Albuquerque. 

Para começar o tour pelo destino, a primeira parada é a Praça Tiradentes, onde estão a estátua de Tiradentes, o Museu da Inconfidência, que toma espaço na antiga Casa de Câmara e Cadeia de Vila Rica, e também o Museu de Mineralogia, que faz parte da Universidade Federal de Ouro Preto.  

Além de visitar os museus, vale reservar um tempinho para apreciar os casarões coloniais dos séculos XVII e XVIII que compõem a praça. Todos de paredes branquinhas e com portas e janelas coloridas… Rendem lindas fotos nas fachadas!  

Foto Igreja São Francisco de Assis
Igrejas, catedrais, museus e muitas outras emblemáticas propriedades fazem parte dos passeios em Ouro Preto

Pertinho de lá, não deixe de conhecer a Igreja São Francisco de Assis, projetada por Aleijadinho, a emblemática Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, onde está o museu e o túmulo de Aleijadinho, a Igreja do Carmo, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, e a Basílica de Nossa Senhora do Pilar

O passeio continua até o Teatro Municipal de Ouro Preto, também conhecido como “Casa da Ópera”, que, além de ser o teatro mais antigo do Brasil em funcionamento, já chegou a ter seu camarote ocupado por D. Pedro I e D. Pedro II. Muita história pra contar! 

Onde se hospedar em Ouro Preto? O Luxor Ouro Preto está no centro da cidade e instalado em um charmoso casarão do século XVII. O hotel conta com café da manhã incluso na tarifa, sala de jogos e room service. Mais uma opção no destino é a Pousada Minas Gerais! Tem café da manhã incluso na tarifa e também o Café Del Miro, com opções de caldos, sanduíches, porções, cafés e etc.

Tiradentes, MG

Foto Tiradentes
O passeio mais famoso de Tiradentes é o de charrete, que leva os turistas pelos principais pontos da região

Tiradentes, destino protagonista do Ciclo do Ouro e famoso entre os viajantes da Estrada Real, é mais uma opção entre as cidades históricas do Brasil. O seu nome é dado em homenagem ao Joaquim José da Silva Xavier (mais conhecido como Tiradentes), importante ativista pela Inconfidência Mineira entre os anos de 1789 a 1792. 

A cidade é relativamente pequena, então em 1 ou 2 dias é possível conhecer seus pontos turísticos. Entre eles, comece pelo Largo das Forras, de onde parte o tradicional passeio de charrete pela região.

No Largo fica a Capela Bom Jesus da Pobreza, que é tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, além de inúmeros restaurantes (a cena gastronômica de Tiradentes é destaque no destino!). A praça também é palco para atividades e eventos culturais organizados pelos moradores e pela Prefeitura; um deles é o Festival Cultura e Gastronomia de Tiradentes.

Foto Igreja Matriz de Santo
A Igreja Matriz de Santo Antônio é parada obrigatória. Deslumbre-se com a arquitetura e a arte barroca e rococó

Como toda cidade histórica, as igrejas e capelas valem a visita! Destaque para a Igreja Matriz de Santo Antônio, de arquitetura e arte barroca e rococó, o Museu de Sant’Ana, instalado na antiga Cadeia Pública, o Museu Casa Padre Toledo, integrante do campus cultural da Universidade Federal de Minas Gerais, e o Museu da Liturgia

Diamantina, MG

Ainda em Minas Gerais, Diamantina é outra cidade que não pode passar despercebida, afinal, é um dos destinos históricos favoritos entre os brasileiros. A aproximadamente 300 km de Belo Horizonte e com mais de três séculos de fundação, a cidade mineira ganhou em dezembro de 1999 o reconhecimento de Patrimônio Mundial pela Unesco. 

O tour se inicia é, claro, pelo Centro Histórico de Diamantina, em que estão reunidas casas e imponentes patrimônios que traduzem os anos do Ciclo do Ouro no país. Por lá, conheça a Casa da Glória, também chamada de “Passadiço”, um dos mais famosos cartões-postais da cidade e onde encontra-se o Centro de Geologia Eschwege. 

Mais a frente, faça uma visita à Casa de Juscelino Kubitschek, ex-presidente do Brasil, que morou no local dos 3 aos 18 anos. Também na mesma região, encontra-se a Rua da Quitanda, que na verdade é um conjunto de ruas cercadas por casas centenárias, as quais hoje funcionam como restaurantes, lanchonetes, bares e até agências bancárias. 

Foto Diamantina
Entre as igrejas e capelas para visitar em Diamantina, destaque para a belíssima Igreja São Francisco de Assis!

Continue o passeio até a Igreja São Francisco de Assis, construída em 1830. A dica é subir até as torres de sinos e apreciar o altar composto por ouro e madeira. Outra visita obrigatória é à Capela Imperial de Nossa Senhora do Amparo, construída no século XIX e que hoje sedia a famosa Festa do Divino. 

Antes de ir, mais um passeio cultural para a lista! O Caminho dos Escravos, ou também Estrada Real, é um roteiro para os aventureiros. São 20 km de caminhos de pedra, por onde passavam os tropeiros que viajavam até às minas de minérios e diamantes. Vale levar água e lanchinhos na bolsa, pois não há bares ou restaurantes no caminho. 

Minas Gerais é um poço de história! Veja aqui estes e outros destinos para conhecer no estado

Olinda, PE

Foto Olinda
Famosa pelas festas de Carnaval, Olinda é destaque também no roteiro histórico-cultural do Brasil

Olinda, a pouco menos de 10 km de Recife, é bastante famosa pelas festas de Carnaval, especialmente pelos icônicos bonecos de Olinda. Mas não só de fevereiro vive a cidade! Em 1982, o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) concedeu ao seu Centro Histórico o título de Patrimônio Mundial. São várias capelas, igrejas, casarões e jardins do século XVII.

Sendo assim, comece conhecendo as igrejas! A Igreja Nossa Senhora do Monte, construída em 1535, é a igreja mais antiga de Olinda. Já a Igreja de São Salvador do Mundo, ou Catedral da Sé, fundada em 1540, é a maior igreja quinhentista do Brasil. A Igreja do Carmo, de 1580, é o mais antigo templo da Ordem dos Carmelitas nas Américas.

Foto Olinda
Colorido, com ruas de paralelepípedos, casarões coloniais, igrejas centenárias, assim é Centro Histórico de Olinda

Vale conhecer também a Biblioteca Pública de Olinda, uma das construções mais antigas do destino, e o Museu de Arte Contemporânea, construído em 1765 com objetivo de ser a Cadeia Eclesiástica, onde ficavam os presos da inquisição. Hoje o museu abriga mais de 4 mil obras de artistas como Portinari, Burle Max e Francisco Brennan. 

Siga rumo ao Palácio dos Governadores, onde atualmente funciona a Prefeitura Municipal de Olinda, construído no século XVII. A arquitetura possui traços neoclássicos e a fachada foi reformulada no final do século XIX. Já o Mosteiro de São Bento, segunda instalação beneditina do Brasil, teve suas obras iniciadas em 1586. E, assim como outros pontos da cidade, sofreu com os incêndios da invasão holandesa e precisou ser reconstruída.  

Porto Seguro, BA

Foto Porto Seguro
Onde a história do Brasil começou! Porto Seguro reserva muitos passeios, praias e gastronomia inconfundível

Porto Seguro, local onde começa a história do Brasil, é a principal cidade da Costa do Descobrimento. A 16 km do destino, na Praia Vermelha, em Santa Cruz de Cabrália, foi onde os portugueses desembarcaram em 1500. Anos depois, em 1535, Porto Seguro se tornou a primeira cidade fundada no Brasil. 

O Centro Histórico, conhecido como “Cidade Alta”, é tombado como Patrimônio Histórico Nacional pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) desde 1973 e também reconhecido pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade desde 2000. 

O tour pelo centro começa pela Igreja de Nossa Senhora da Pena, construída em 1730 em homenagem à padroeira da cidade. Logo em frente está o Marco do Descobrimento, uma coluna de pedra com o brasão português, trazido entre 1503 e 1535. Logo ao lado fica a Casa de Câmara e Cadeia, atual sede do Museu de Porto Seguro. Não deixe de visitar uma das salas mais interessantes do museu, a de ornamentos e utensílios indígenas. 

Na mesma região, conheça também a Igreja Nossa Senhora da Misericórdia, construída em 1526 e considerada a mais antiga do Brasil. Hoje, a igreja é um Museu de Arte Sacra e possui em seu acervo a imagem do Nosso Senhor dos Passos de 1585. Também por lá, não deixe de conhecer a Capela de São Benedito, construída em 1549 por jesuítas. 

Entre as igrejas e os monumentos estão as centenárias casinhas coloridas, onde hoje funcionam lojinhas, bares e restaurantes – com destaque para os que vendem acarajé, cocada e pimenta. Antes de ir, visite o Farol de Porto Seguro, inaugurado em 1907 e com vista panorâmica, e o Mirante, onde os turistas fazem pedidos com fitinhas de Bonfim. 

Praia em Porto Seguro
As praias de Porto Seguro são encantadoras. Quem gosta de agito precisa conhecer a Praia de Taperapuã

Depois de muita história, é hora de aproveitar as praias de Porto Seguro! A Praia de Taperapuã abriga as megabarracas Tôa Tôa, Axé Moi e Barramares, enquanto a Praia do Mutá é ideal para quem deseja fugir das multidões. Quem deseja aproveitar a tranquilidade de piscinas naturais, pode optar pela Praia de Itacimirim e Praia de Ponta Grande

Curtiu? Confira aqui mais dicas de passeios em Porto Seguro

Onde se hospedar em Porto Seguro? Com experiência All-Inclusive, à beira da Praia de Curuípe e infraestrutura de lazer para toda a família, o Porto Seguro Praia Resort é opção sem erros. Outra boa opção é o Porto Seguro Eco Bahia Hotel, situado no Sítio do Descobrimento, com três opções de pensão, piscinas, quadras, salão de jogos, etc. Veja aqui mais opções de hospedagens no destino.

Salvador, BA

Salvador - Bahia
Presente no imaginário de todo brasileiro (e além), Salvador merece sua visita em qualquer época do ano

Também na Bahia, Salvador é outra cidade que não poderia faltar entre as cidades históricas do Brasil. Tombada como Patrimônio Brasileiro e Patrimônio Mundial pela Unesco em 1985, foi lá que o português Tomé de Souza desembarcou em 1549 e iniciou a construção da cidade, nomeando-a de “São Salvador da Bahia de Todos os Santos”. 

Como não poderia ser diferente, os passeios na capital baiana começam pelo colorido Pelourinho, o bairro histórico tombado pela Unesco como Patrimônio da Humanidade, situado na parte alta da cidade. Em meio às ruas de pedra há templos católicos como a Igreja de São Francisco, uma das mais belas obras barrocas do país, e também casarões dos séculos XVII e XVIII, que hoje são museus, restaurantes, terreiros de candomblé, etc. 

Confira destinos para se encantar e conhecer a identidade afro-brasileira

Ainda na parte alta, a Catedral Basílica Primacial São Salvador dispõe de uma arquitetura imponente, azulejos portugueses e esculturas intrincadas banhadas a ouro e também a cátedra do arcebispo metropolitano e primaz do Brasil. Vale também visitar a Fundação Casa Jorge Amado, com exposições permanentes de acervo pessoal. 

Elevador Lacerda - Bahia
Um ícone na cidade baiana, o Elevador Lacerda interliga a parte alta com o bairro do Comércio

Já para chegar à parte baixa da cidade, é preciso entrar no Elevador Lacerda, grande cartão-postal do destino. O elevador é o primeiro urbano do mundo e interliga a Praça Tomé de Sousa, na parte alta, à Praça Cayru, no bairro do Comércio. Além de ser um transporte público, oferece uma vista espetacular da Baía de Todos-os-Santos. Após a descida, não deixe de conhecer o Mercado Modelo.

foto Salvador
Com mar azul, areias douradas e muita vegetação ao redor, as praias de Salvador conquistam todos os turistas

Termine a viagem com banhos de mar! Conheça a Praia do Porto da Barra, a Praia do Farol da Barra, onde fica o Farol da Barra, um dos mais conhecidos cartões-postais do estado, a Praia de Itapuã e a Praia de Ondina, parte do circuito de Carnaval. Leia mais sobre as praias de Salvador.

Onde se hospedar em Salvador? Com o luxo digno de um cinco estrelas, vista para a Baía de Todos-os-Santos e gastronomia impecável, o Fasano Salvador é um sonho! Já à beira da Praia de Stella Maris, está o Gran Hotel Stella Maris. Tem café da manhã, piscina, bares, recreação infantil, quadra poliesportiva e mais. Confira mais opções de hospedagens em Salvador

São Cristóvão, SE

Foto São Cristovão
Um dos pontos mais visitados da cidade é a Praça de São Francisco | Berenice Kauffmann Abud CC BY-SA 4.0

São Cristóvão, antiga capital de Sergipe, foi fundada em 1590 e é a quarta cidade mais antiga do Brasil. O conjunto arquitetônico, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, é um dos mais preservados do estado. A cidade é relativamente pequena, então em 2 dias dá pra conhecer os principais pontos turísticos. 

O primeiro ponto a visitar é a Praça de São Francisco, reconhecida em 2010 pela Unesco como Patrimônio da Humanidade. Lá encontra-se o Convento e Igreja de São Francisco, fundado em 1693, o único do país erguido sob as normas de Ordenação Filipinas. O espaço não é aberto para visitação geral, mas pode ser apreciado pela fachada. 

Anexo à igreja está o Museu de Arte Sacra de Sergipe, criado pelo arcebispo Dom Luciano José Cabral Duarte e tido como um dos três mais importantes do Brasil. A visitação é guiada e o acervo contém cerca de 500 peças criadas entre os séculos XVIII, XIX e XX. Também ao lado está a Igreja de Nossa Senhora da Visitação, construída em 1607. 

Foto São Cristóvão
Com rico e diverso acervo cultural, conheça o Museu Histórico de Sergipe! | Paul R. Burley/CC BY-SA 4.0

Outro ponto importante para visitar é o Museu Histórico de Sergipe, construído no século XIX. O museu conta com um Palácio Imperial, onde Dom Pedro II hospedou-se em uma de suas visitas ao destino, por volta de 1860. Uma curiosidade é que na exposição há diversos móveis criados a partir de ossos de baleia. 

Onde se hospedar próximo à São Cristóvão? O Celi Hotel Aracaju está na cidade de Aracaju, a apenas 30 minutos de carro de São Cristóvão. A hospedagem conta com buffet de café da manhã incluso na tarifa, piscina, bar, sauna, fitness center e room service. Já em frente à praia, também em Aracaju, está o Aruanã Eco Praia. Os hóspedes desfrutam de café da manhã na tarifa, cyber café, piscina, sala de jogos, gazebo, city tour, etc. 

São Luís, MA

Foto São Luís do Maranhão
Férias inesquecíveis em São Luís, no Maranhã! Comece os passeios pelo destino no Palácio dos Leões

Para fechar a lista de destinos históricos no Brasil para conhecer nas férias, nada melhor do que São Luís do Maranhão! A cidade é tombada como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco e foi fundada em 1612 pelos franceses Daniel de La Touche e Fraçois de Rasilly. O objetivo era homenagear Luís XII, o então Rei da França. 

Sao Luis do Maranhão
Os passeios pelo Centro Histórico são repletos de edifícios revestidos por azulejos portugueses

O destino foi apelidado de “Cidade dos Azulejos” pelos edifícios revestidos por azulejos portugueses, a maioria no Centro Histórico de São Luís. Como, por exemplo, o Teatro Arthur Azevedo, que é o segundo teatro mais antigo do país, construído em 1845, e também uma das casas de espetáculo mais importantes no contexto nacional.

Ainda no centro está o Palácio dos Leões, construído em 1612, símbolo da ascensão portuguesa no Maranhão. Com arquitetura neoclássica, a atual sede do governo maranhense é um dos mais esbeltos edifícios do Brasil. São cinco salas de exposições permanentes que reúnem 1.300 objetos, entre pinturas, mobiliário, esculturas, etc. 

Mais a frente, a Catedral da Sé, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, possui mais de 300 anos e um altar notório para os estudos da arte barroca. Visite também a Casa do Maranhão, um museu folclórico com exposições acerca de lendas nacionais e regionais, festas religiosas, gastronomia, embarcações, etc. 

Onde se hospedar em São Luís? Quem busca conforto, tranquilidade e bons serviços pode se hospedar no Blue Tree Towers São Luís. O café da manhã está incluso na tarifa e todos podem desfrutar de piscina, bar, quadra de tênis, fitness center e SPA, com custo à parte. Outra ótima opção é o hotel Costa Atlântico, que está a 2 km da praia e a 7 km do centro histórico. Tem café da manhã incluso na tarifa e duas piscinas com serviço de bar. 

Interessou? Veja um roteiro completo de São Luís aos Lençóis Maranhenses


Pronto para desvendar as maravilhas das cidades históricas do Brasil? Então prepare as malas, convoque a família e conte com o Zarpo para reservar o hotel ideal!

Marilia Gouveia

Curiosa por natureza, adora livros, gastronomia e noites metropolitanas. Coleciona roteiros repetidos, planeja conhecer os mais atípicos e acredita que viajar é enriquecimento cultural.

Escreva um comentário